Trinta-réis-grande – (Phaetusa simplex)

Trinta-réis-grande

O trinta-réis-grande Phaetusa simplex é um da família Laridae. Ocorre desde o Caribe até a Colômbia, Equador, Bolívia, Brasil e Argentina.

Trinta-réis-grande {field 11}
  • Nome popular: Trinta-réis-grande
  • Nome inglês: Large-billed Tern
  • Nome científico: Phaetusa simplex
  • Família: Laridae
  • Sub-família: Sterninae
  • Habitat: Ocorre desde o Caribe até a Colômbia, Equador, Bolívia, Brasil e Argentina, em praias de grandes rios e lagos, em estuários e na costa,
  • Alimentação: Alimenta-se basicamente de peixes, capturados quando a ave mergulha verticalmente na água.
  • Reprodução: Reproduz-se colocando os ovos diretamente na areia das praias durante períodos de seca, quando as águas estão baixas.
  • Estado de conservação: Pouco preocupante
Trinta-réis-grande {field 11}

Características:

Mede em média entre 38 e 42 cm de comprimento e pesa entre 208 e 247 gramas. O adulto em plumagem nupcial tem a cabeça com uma coroa preta que se estende até o contorno dos olhos. Fora deste período, a coroa é marcada é branca e a testa é esbranquiçada. Os lores são sempre brancos. Os lados da cabeça são brancos acinzentados. O queixo e a garganta são brancos. O bico, longo e robusto, é amarelo. A plumagem da parte dorsal é cinza. As asas são tricolores, sendo as primárias de coloração preta, penas coberteiras são de duas cores: cinza e branco. A cauda é curta, reta e ligeiramente bifurcada. A parte ventral é branca. As pernas são amareladas.

Possui duas subespécies reconhecidas:

  • Phaetusa simplex simplex (Gmelin, 1789) – ocorre do leste da Colômbia até o leste da Amazônia brasileira; na Ilha de Trinidad; e no oeste do Equador.
  • Phaetusa simplex chloropoda (Vieillot, 1819) – ocorre das bacias dos Rios Paraguai e Paraná até o norte da Argentina.

(Piacentini et al. (2015); Clements checklist, 2016).

Trinta-réis-grande {field 20}

Comentários:

Frequenta praias do Rio Amazonas e de seus afluentes maiores. Largamente presente nos Lençóis Maranhenses. Normalmente vive solitário ou aos pares, porém pode se juntar em bandos para descansar ou pernoitar. Eventualmente é encontrado em grandes concentrações. É encontrado na costa fora do período reprodutivo. Costuma atacar, com voos rasantes, aqueles que se aproximam de seus ninhos. Durante a maior parte do dia, descansa na areia ardente, em grupos numerosos.

Trinta-réis-grande {field 7}

Consulta bibliográfica sobre a espécie:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • CLEMENTS, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L.. The Clements checklist of Birds of the World: Version 6.9; Cornell: Cornell University Press, 2016.
  • ITIS – Integrated Taxonomic Information System (2015); Smithsonian Institution; Washington, DC.
  • * Piacentini et al. (2015). Annotated checklist of the birds of Brazil by the Brazilian Ornithological Records Committee / Lista comentada das aves do Brasil pelo Comitê Brasileiro de Registros Ornitológicos. Revista Brasileira de Ornitologia, 23(2): 91–298.

Referências

Deixe um comentário