Picapauzinho-escamoso -( Picumnus albosquamatus)

O Picapauzinho-escamoso Picumnus albosquamatus é uma ave da família Picidae. Conhecido também como pica-pau-anão-escamado. Ocorre na Bolívia, Paragua e Brasil nos estados de Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Piauí, Rondônia, São Paulo e Tocantins.

Picapauzinho-escamoso Foto – Expedito Máximo
  • Nome popular: Picapauzinho-escamoso
  • Nome inglês: White-wedged Piculet
  • Nome científico: Picumnus albosquamatus
  • Família: Picidae
  • Subamília: Picumninae
  • Habitat: Ocorre no Paraguai, Bolívia e parte do Brasil.
  • Alimentação: Alimenta-se basicamente de larvas de insetos escavando galhos mortos com pancadas vigorosas do bico, como os outros pica-paus. Encontrada a galeria onde está a broca, arranca pedaços do galho até atingir o inseto, “pescando” a presa com a longa língua viscosa. Acompanha bandos mistos, quando aves de várias espécies deslocam-se e caçam em grupo.
  • Reprodução: Constrói o ninho em buracos nos troncos com 3 centímetros de largura, o período de reprodução vai de Maio a Dezembro.
  • Estado de conservação: Pouco preocupante
Picapauzinho-escamoso Foto – Expedito Máximo

Características:

Tem em média 11 centímetros de comprimento e pesa entre 9 e 11 gramas. O macho possui o alto da cabeça com penas vermelhas. Os membros de um casal costumam estar próximos, comunicando-se entre si através de assobios finos, longos, muito característicos e mais fáceis de detectar, depois de aprendidos, do que as aves. Além desse chamado, como os outros pica-paus também tamborilam nas árvores para demarcar território. Em um galho oco batem rapidamente uma sequência de pancadas com o bico. Esse som vai a grandes distâncias, avisando os vizinhos da presença dos donos do território.

Possui duas subespécies reconhecidas:

  • Picumnus albosquamatus albosquamatus (Orbigny, 1840) – ocorre do norte da Bolívia até o sudoeste do Brasil, no estado de Mato Grosso e na região adjacente do norte do Paraguai.
  • Picumnus albosquamatus guttifer (Sundevall, 1866) – ocorre no Brasil, do leste do estado de Mato Grosso até o estado do Pará, Maranhão, Goiás e Minas Gerais.

(IOC World Bird List 2017).

Picapauzinho-escamoso Foto – Expedito Máximo

Comentários:

Habita árvores e arbustos, mais frequente nas matas ciliares dos rios, cerradões e matas. Anda tanto nos arbustos baixos, como na parte alta da copa. Ao contrário dos outros pica-paus, a cauda possui as penas sem o enrijecimento central. Devido a isso, não a apoiam contra os galhos, firmando-se somente com os pés, os quais são desproporcionais em tamanho para conseguir sustentar a ave. Empoleiram tanto na vertical como na horizontal, movimentando-se aos saltos e alternando o pé de apoio.

Picapauzinho-escamoso Foto – Expedito Máximo

Referências & Bibliografia:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • Wikiaves – disponível em: https://www.wikiaves.com.br/wiki/picapauzinho-escamoso Acesso em 18 Março de 2018.
  • Wikipédia – disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Picapauzinho-escamoso Acesso em 31 de Outubro de 2018.

Picapauzinho-de-coleira – (Picumnus temminckii)

O picapauzinho-de-coleira Picumnus temminckii é uma ave da família Picidae. Também conhecido como pica-pau-anão-de-pescoço-castanho e pica-pau-anão-de-coleira.

Picapauzinho-de-coleira Foto – Renato Costa Pinto
  • Nome popular: Picapauzinho-de-coleira
  • Nome inglês: Ochre-collared Piculet
  • Nome científico: Picumnus temminckii
  • Família: Picidae
  • Subfamília: Picumninae
  • Habitat: Pode ser encontrado na Argentina, Paraguai, e na região sudeste e partes do sul do Brasil
  • Alimentação: Seu tamanho reduzido o permite alcançar pequenos ramos que outros pica-paus não alcançariam e é nesses ramos finos que encontra os insetos e larvas dos quais se alimenta.
  • Reprodução: Reproduz-se em buracos feitos em árvores mortas, não muito longe do solo. A fêmea é encarregada da incubação, enquanto o macho a alimenta. O casal se reveza na alimentação dos filhotes.
  • Estado de conservação: Pouco preocupante.
Picapauzinho-de-coleira Foto – Renato Costa Pinto

Características:

Mede aproximadamente 9 centímetros. O macho apresenta as manchas da testa vermelhas enquanto na fêmea estas são brancas. O macho imaturo, já próximo da maturidade, apresenta barras das partes inferiores quase definidas e a testa sem manchas brancas.

Picapauzinho-de-coleira Foto – Renato Costa Pinto

Comentários:

Frequenta locais com árvores, contanto que a mata não seja muito densa. É curioso notar que ao contrário dos outros pica-paus, esta e outras espécies do gênero Picumnus não costumam usar a cauda como apoio enquanto sobem pelos troncos ou martelam a madeira. Suas cauda é fina e não muito dura, por outro lado seus pés são desproporcionalmente grandes e fortes e são eles que suportam o peso da ave.

Picapauzinho-de-coleira Foto – Renato Costa Pinto

Referências & Bibliografia:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • Wikiaves – disponível em: https://www.wikiaves.com/wiki/picapauzinho-de-coleira Acesso em 18 Março de 2010.
  • Taxéus – disponível em: https://www.taxeus.com.br/especie/picumnus-temminckii Acesso em 31 de Outubro de 2010.