Arapaçu-grande – (Dendrocolaptes platyrostris)

Arapaçu-grande

O arapaçu-grande Dendrocolaptes platyrostris é uma ave da família Dendrocolaptidae. Ocorre no Brasil, Paraguai e Argentina.

Arapaçu-grande {field 20}
  • Nome popular: Arapaçu-grande
  • Nome inglês: Planalto Woodcreeper
  • Nome científico: Dendrocolaptes platyrostris
  • Família: Dendrocolaptidae
  • Sub-família: Dendrocolaptinae
  • Habitat: Ocorre no Brasil, do Piauí ao Rio Grande do Sul, Goiás e Mato Grosso. Encontrado também no Paraguai e norte da Argentina.
  • Alimentação: Alimenta-se basicamente de aranhas, escorpiões, moscas, pererecas, girinos e lagartixas. Eventualmente apanha abelhas e formigas-de-correição. Com a ajuda do seu bico, explora fendas na madeira, cascas de árvores e bromélias á procura de alimento.
  • Reprodução: Reproduz-se usando árvores em adiantado estado de decomposição, troncos minados pelo fogo e até ocos de pica-paus. Põe em média 2 ou 3 ovos por ninhada.
  • Estado de conservação: Pouco preocupante
Arapaçu-grande {field 20}

Características:

Mede em média entre 25 e 27 cm de comprimento. O macho da espécie pesa entre 55 e 66,5 gramas e a fêmea pesa entre 58 e 69 gramas. Possui faixas transversais na barriga, cauda avermelhada, garganta esbranquiçada, píleo e peito estriados, seu bico é negro de ponta marrom e quase reto.

Possui duas subespécies reconhecidas:

  • Dendrocolaptes platyrostris platyrostris (Spix, 1824) – ocorre no Leste e Sudeste do Brasil até o Leste do Paraguai e Nordeste da Argentina;
  • Dendrocolaptes platyrostris intermedius (Berlepsch, 1883) – ocorre do Nordeste do Brasil, até o Leste do Paraguai.

Aves Brasil CBRO – 2015 (Piacentini et al. 2015); (Clements checklist, 2014).

Arapaçu-grande {field 11}

Comentários:

Frequenta a mata, no cerrado e até em buritizais. Revela seu nervosismo sacudindo as asas, quando ameaçado esconde-se por detrás dos troncos com as asas entreabertas. Após a época reprodutiva, associa-se a bandos mistos de outros pássaros.

Arapaçu-grande {field 11}

Consulta bibliográfica sobre a espécie:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • ITIS – Integrated Taxonomic Information System (2015); Smithsonian Institution; Washington, DC.
  • CLEMENTS, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L.. The Clements checklist of Birds of the World: Version 6.9; Cornell: Cornell University Press, 2014.

Referências

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *