Martim-pescador-da-mata – (Chloroceryle inda)

Martim-pescador-da-mata

O martim-pescador-da-mata Chloroceryle inda é uma ave da família Alcedinidae. Ocorre da Nicarágua à Bolívia até ao Brasil .

Martim-pescador-da-mata {field 23}
  • Nome popular: Martim-pescador-da-mata
  • Nome inglês: Green-and-rufous Kingfisher
  • Nome científico: Chloroceryle inda
  • Família: Alcedinidae
  • Habitat: Ocorre da Nicarágua à Bolívia e Brasil até o rio das Mortes (Mato Grosso) e Goiás; no litoral atlântico do sul da Bahia até Santa Catarina.
  • Alimentação:Alimenta-se basicamente de peixes, anuros e caranguejos que captura mergulhando de poleiros baixos ocultos na vegetação e próximo à água.
  • Reprodução: Reproduz-se em barrancos nas margens dos rios, onde escavam uma galeria. Põe geralmente 3 a 5 ovos diretamente no substrato. O casal permanece unido o ano todo.
  • Estado de conservação: Pouco preocupante
Martim-pescador-da-mata {field 19}

Características:

Mede em média 24 cm de comprimento, o macho pesa entre 40 e 60 gramas e a fêmea pesa entre 53 e 62 gramas. O macho adulto tem a testa e os lores na coloração verde escuro com alguns pontos vermelhos. Uma fina linha alaranjada se apresenta acima dos lores. A coroa, face e nuca têm uma cor verde escuro brilhante. O queixo e a garganta são de coloração branca. Apresenta uma faixa lateral do pescoço de coloração alaranjada pálida que atinge a nuca, logo acima do manto que é verde escuro brilhante. As asas são de coloração verde brilhante com reflexos dourados. As asas apresentam distintas faixas de pintas brancas sobre as coberteiras. As rêmiges primárias e secundárias são marcadas com 4 linhas de manchas brancas dispostas regularmente sobre a asa fechada. Algumas pequenas manchas dispostas regularmente, de branco são encontradas na curta cauda. O peito, ventre e crisso apresentam intensa coloração castanho ferrugínea, sob as asas esta coloração é ligeiramente mais pálida. Manchas brancas depositados no vexilo interno de penas da cauda são particularmente evidentes no fundo cinza esverdeado escuro destas penas. O bico é preto, exceto na parte abaixo da mandíbula inferior que apresenta coloração amarelada. A íris é marrom escuro, os tarsos e pés são cinza escuro. A fêmea adulta difere de seu parceiro, por apresentar ampla faixa do peito de penas verdes terminados em branco. A testa, acima da asa e o uropígio são mais fortemente marcados. A coroa e seu entorno também são ligeiramente manchados.

Apresenta duas subespécies, mas alguma autores não as reconhecem:

  • Chloroceryle inda inda (Linnaeus, 1766) – ocorre no Sudeste da Nicarágua e Leste da Costa Rica até o Norte e Leste da Colômbia. ocorre também do Norte da Bolívia, no Paraguai até a região Sudeste do Brasil.
  • Chloroceryle inda chocoensis (Todd, 1943) – ocorre no Oeste da Colômbia e no Oeste do Equador.

(Clements checklist, 2014).

Martim-pescador-da-mata {field 18}

Comentários:

Frequenta áreas florestadas, matas de várzea e igapós inundados na Amazônia ou dos rios margeados de floresta ciliar no sudeste, dos manguezais e matas de galeria do Brasil central. É bastante afetado pela destruição das matas ciliares.

Martim-pescador-da-mata {field 12}

Consulta bibliográfica sobre a espécie:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • CLEMENTS, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L.. The Clements checklist of Birds of the World: Version 6.9; Cornell: Cornell University Press, 2014.

Referências

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *