Jacutinga – (Aburria jacutinga)

AJacutinga

A jacutinga Aburria jacutinga é uma ave da família Cracidae. Ocorre no Brasil, Paraguai e na província de Misiones na Argentina.

AJacutinga {field 32}
  • Nome popular: Jacutinga
  • Nome inglês: Black-fronted Piping-Guan
  • Nome científico: Aburria jacutinga
  • Família: Cracidae
  • Habitat: Ocorre apenas em áreas protegidas de Mata Atlântica, como nos Parques Estaduais de Carlos Botelho, PETAR, Intervales, Ilhabela (PEIB) e Parque Estadual Serra do Mar, no Estado de São Paulo.
  • Alimentação: Alimenta-se basicamente da polpa de frutos carnosos. Tem preferência pelos frutos do palmito-juçaraEuterpe edulis, mas também come, Cecropia, Ficus, Virola, Myrcia, Psidium, Ocotea, entre outros.
  • Reprodução: Reproduz-se construindo um ninho nas forquilhas dos galhos mais altos e protegidos. Põe em média entre 2 e 4 ovos brancos, levando 28 dias para o nascimento dos filhotes. Os filhotes com 30 dias já podem voar. O período reprodutivo vai de agosto a janeiro.
  • Estado de conservação: Em Perigo
AJacutinga {field 32}

Características:

Mede em média entre 64 e 74 cm de comprimento e pesa entre 1,1 a 1,4 kg. É fácil de identificar, pois em quase toda a sua área de ocorrência é o único Cracídeo com mancha branca na asa. No extremo oeste da área de ocorrência, no Paraguai, a espécie pode ocorrer ao lado da jacutinga-de-garganta-azulAburria cumanensis, que também possui mancha branca na asa, mas, como o nome sugere, possui garganta azul ao invés de vermelha, e a cara também é toda branca.

Jacutinga {field 28}

Comentários:

Frequentam florestas primárias úmidas densas, à altura da copa e do estrato médio, principalmente em locais abundantes em palmitos, mas não exclusivamente. Pode também ser encontrada em ambientes degradados, desde que próximos a extensas matas preservadas. Prefere as áreas montanhosas até 900 metros, sendo raramente encontrada em baixadas litorâneas (restinga. por ex. Ilha do Cardoso). Na Argentina e Paraguai a espécie se associa à mata ao longo dos rios. Podem ser encontradas em bandos de até 15 indivíduos, principalmente em aglomerações de árvores no pico da frutificação. Atualmente são mais encontradas sozinhas ou aos pares.

Jacutinga {field 29}

Consulta bibliográfica sobre a espécie:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • ITIS – Integrated Taxonomic Information System (2015); Smithsonian Institution; Washington, DC.
  • CLEMENTS, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L.. The Clements checklist of Birds of the World: Version 6.9; Cornell: Cornell University Press, 2016.

Referências

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *