Anambé-branco-de-máscara-negra – (Tityra semifasciata)

Anambé-branco-de-máscara-negra

O anambé-branco-de-máscara-negra Tityra semifasciata é uma ave da família Tityridae. Conhecido também como araponguinha-de-rabo-cintado.

Anambé-branco-de-máscara-negra {field 20}
  • Nome popular: Anambé-branco-de-máscara-negra
  • Nome inglês: Masked Tityra
  • Nome científico: Tityra semifasciata
  • Família: Tityridae
  • Sub-família: Tityrinae
  • Habitat: Ocorre na Amazônia meridional até o centro do Mato Grosso, Oeste, Sudoeste e extremo norte de Goiás, norte do Maranhão, Tocantins e Oeste do Piauí. Fora do Brasil, distribui-se até o México.
  • Alimentação: Alimenta-se basicamente de frutos e insetos. Eventualmente também come pequenos lagartos.
  • Reprodução: Reproduz-se construindo o ninho, com muito material seco, dentro de buracos em árvores. Também nidificam em ocos de pica-paus abandonados e em buracos no topo de palmeiras mortas. A fêmea pode criar de três a cinco filhotes.
  • Estado de conservação: Pouco preocupante
Anambé-branco-de-máscara-negra {field 11}

Características:

Muito parecido com o anambé-branco-de-rabo-preto. A diferença mais marcante é a máscara negra que lhe confere o nome, além de uma larga faixa negra anteapical. A fêmea é bem parecida com o macho, exceto pela cabeça na cor pardacenta.

Tem nove subespécies reconhecidas:

  • Tityra semifasciata semifasciata (Spix, 1825) – ocorre na Amazônia brasileira ao Sul do Rio Amazonas;
  • Tityra semifasciata hannumi (Van Rossem & Hachisuka, 1937) – ocorre na região tropical árida do Noroeste do México, nos estados de Sonora e Sinaloa;
  • Tityra semifasciata griseiceps (Ridgway, 1888) – ocorre na Costa do Pacifico do México, do estado estado de Sinaloa e Durango até o estado de Oaxaca;
  • Tityra semifasciata personata (Jardine & Selby, 1827) – ocorre na região tropical árida do Leste do México, do estado de Tamaulipas até o Norte da Nicarágua.
  • Tityra semifasciata costaricensis (Ridgway, 1906) – ocorre no Sudeste de Honduras até a Nicarágua, Costa Rica e Oeste do Panamá;
  • Tityra semifasciata columbiana (Ridgway, 1906) – ocorre na região tropical do Leste do Panamá até a Colombia e Oeste da Venezuela;
  • Tityra semifasciata nigriceps (Allen, 1888) – ocorre na região tropical do Sudoeste da Colômbia, na região de Nariño e no Noroeste do Equador;
  • Tityra semifasciata fortis (Berlepsch & Stolzmann, 1896) – ocorre do Sudeste da Colômbia até o Sudeste do Peru, Norte da Bolívia e Oeste da Amazônia brasileira;
  • Tityra semifasciata deses (Bangs, 1915) – ocorre no Sudeste do México, na península de Yucatán.
Anambé-branco-de-máscara-negra {field 23}

Comentários:

Frequenta bordas de capões e palmeiras. Na Amazônia prefere as áreas alagadas como várzea e igapó. Na terra firme é substituída por Tityra cayana.

Anambé-branco-de-máscara-negra {field 19}

Consulta bibliográfica sobre a espécie:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • ITIS – Integrated Taxonomic Information System (2015); Smithsonian Institution; Washington, DC.
  • CLEMENTS, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L.. The Clements checklist of Birds of the World: Version 6.9; Cornell: Cornell University Press, 2014.

Referências

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *