Login

Contato

Por favor digite seu nome
Por favor insira seu email. Email inválido.
Por favor escreva sua mensagem
Busca - Categorias
Pesquisar - Contatos
Pesquisar - Conteúdo
Busca - Fonte de Notícias
Pesquisa - Marcadores

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

A maria-cavaleira Myiarchus ferox é uma ave da família Tyrannidae. Ocorre em quase toda a América do Sul desde as Guianas até a Argentina.

Foto – Afonso de Bragança
Maria-cavaleira

  • Nome popular:Maria-cavaleira
  • Nome inglês:Short-crested Flycatcher
  • Nome científico: Myiarchus ferox
  • Família: Tyrannidae
  • Habitat: Pode ser encontrada nos seguintes países: Argentina, Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador, Guiana Francesa, Guiana, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai e Venezuela.
  • Alimentação: Alimenta-se principalmente de insetos alados que captura em vôos curtos, retornando ao poleiro em seguida, mas também caça insetos sobre as folhas e ramos de árvores e consome pequenos frutos.
  • Reprodução: Constrói o ninho em buracos de árvores. São geralmente postos dois ovos amarelados.
  • Estado de conservação: Pouco preocupante
Foto – Afonso de Bragança
Maria-cavaleira

Características:

Tem a garganta e parte superior cinzas, com a barriga amarela. Dorso escuro, com a cabeça relativamente grande e penas do topete mantidas semieriçadas. Bico escuro e forte. Cauda longa, do mesmo tom das costas. Nas asas, duas faixas claras e bordos claros nas penas de vôo. Essa espécie, Myiarchus swainsoni e Myiarchus tyrannulus são muito parecidas, de difícil identificação até para especialistas. O bico é todo negro, embora os detalhes somente possam ser observados de perto e com ótima luz.

Foto – Afonso de Bragança
Maria-cavaleira

Comentários:

Habita em matas, seja em áreas abertas ou matas fechadas mantém-se pousados abaixo da copa. Usam desde as árvores altas até o sub bosque das florestas, bem como vivem nas áreas de cerrado aberto. Seus hábitos não diferem muito das outras marias-cavaleiras, pois passa a maior parte do tempo imóvel, empoleirada no estrato médio de bordas de matas.

Foto – Afonso de Bragança
Maria-cavaleira

Referências bibliográficas:

FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec - Ecologia Técnica Ltda. │SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997 │ Wikiaves

Topo