Login

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 
O alegrinho Serpophaga subcristata é uma ave da família Tyrannidae. É um pequeno papa-mosca arborícola do Brasil oriental, quase sempre de píleo arrepiado, fácil de ser reconhecido, porém devido ao seu tamanho reduzido, suas cores apagadas e seus hábitos, é uma ave de difícil detecção.
  • Nome popular: Alegrinho
  • Nome inglês: White-crested Tyrannulet
  • Nome científico: Serpophaga subcristata
  • Família: Tyrannidae
  • Habitat: Podemos encontrá-los do Maranhão, Piauí, Ceará, Bahia, Minas Gerais ao Rio Grande do Sul e Argentina.
  • Alimentação: Alimenta-se de insetos; utiliza-se de um poleiro a pouca altura, de onde parte para capturá-los no ar, no solo ou na vegetação.
  • Reprodução: Faz o ninho, em forma de tigela, que é construído a cerca de 1 metro do solo.
  • Estado de conservação: Pouco preocupante
Foto – Afonso de Bragança
Alegrinho
Foto – Afonso de Bragança
Alegrinho

Características:

Mede cerca de 11 centímetros de comprimento e pesa entre 6 e 7 gramas. Quando eriça o topete pode-se notar a faixa clara ladeada de duas faixas cinza-escuras. Costuma mantê-lo semi-ereto. Listra superciliar clara notável, com um fio escuro atrás do olho. Barriga amarelada, com o peito cinza. Duas faixas claras nas asas e penas longas de voo com a borda clara. Espécie encontrada na folhagem entre 5 e 15 metros de altura, dependendo do tipo de vegetação. Apresenta um topete com penas brancas escondidas pelas demais; durante disputas prolongadas, a mancha branca do alto da cabeça divide-se em duas partes laterais e eleva-se na porção posterior, tornando-a bem evidente.

Comentários:

Vive na parte alta da copa da mata, deslocando-se quase na ponta dos galhos, mas ainda encoberto pelas folhas. Entretanto, é confiado e pode ser encontrado na borda das matas em menores alturas. Responde a uma gravação do seu canto, a primeira forma de detectá-lo. São vários chamados, mas o canto mais característico é composto por uma ou duas notas agudas, espaçadas, seguidas por uma sequencia de notas aceleradas.
Foto – Afonso de Bragança
Alegrinho
Foto – Afonso de Bragança
Alegrinho
Referências Bibliográficas: FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec - Ecologia Técnica Ltda. │SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997 │ Passarinhando
Topo