Arapaçu-do-campo – (Xiphocolaptes major)

O arapaçu-do-campo Xiphocolaptes major é uma ave da família Dendrocolaptidae. Ocorre no Brasil, Bolívia, Paraguai e Argentina.

Arapaçu-do-campo {field 23}
  • Nome popular: Arapaçu-do-campo
  • Nome inglês: Great Rufous Woodcreeper
  • Nome científico: Xiphocolaptes major
  • Família: Dendrocolaptidae
  • Sub-família: Dendrocolaptinae
  • Habitat: Ocorre no Brasil, nos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Encontrado também na Bolívia, Paraguai e Argentina.
  • Alimentação: Alimenta-se basicamente de insetos, larvas e outros artrópodes, mas também come pequenos vertebrados como anfíbios e répteis, bem como ovos e filhotes de outras aves, há registros de morcegos em sua dieta.
  • Reprodução: Reproduz-se em buracos naturais de arvores mortas e palmeiras, faz um ninho rústico forrado com uma camada fina com poucas folhas secas. Põe em média 3 ovos brancos por ninhada.
  • Estado de conservação: Pouco preocupante
Arapaçu-do-campo {field 23}

Características:

Mede em média entre 28 e 30 cm de comprimento e pesa entre 120 e 162 gramas. Tem coloração geral ferrugínea. O bico longo, pesado e um pouco curvo, cinzento ou cor de chifre. Ferrugem intenso por cima, cabeça mais clara e mais amarronzada, loros enegrecidos. Por baixo, ferrugíneo mais claro. Em alguns indivíduos, leve estriado no peito e barrado escuro na barriga. Destaca-se pelo grande porte

Possui quatro subespécies reconhecidas:

  • Xiphocolaptes major major (Vieillot, 1818) – ocorre no Paraguai e no norte da Argentina.
  • Xiphocolaptes major remoratus (Pinto, 1945) – ocorre no Brasil, no sudoeste do estado de Mato Grosso;
  • Xiphocolaptes major castaneus (Ridgway, 1890) – ocorre do sudoeste do Brasil (Mato Grosso do Sul) até a Bolívia e noroeste da Argentina, nas províncias de Jujuy e Salta.
  • Xiphocolaptes major estebani (Cardoso da Silva, Novaes & Oren, 1991) – ocorre no noroeste da Argentina, na província de Tucumán.

(IOC World Bird List 2018; Aves Brasil CBRO 2015).

Arapaçu-do-campo {field 23}

Comentários:

Frequenta cerradões e mata de galeria, às vezes sobre árvores em áreas abertas nos arredores. Ocorre no Pantanal. É chamativo, mas nunca é numeroso, e tem territórios muito extensos, de modo que não é encontrado com frequência. Em geral solitário ou aos pares.

Arapaçu-do-campo {field 12}

Consulta bibliográfica sobre a espécie:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • ITIS – Integrated Taxonomic Information System (2015); Smithsonian Institution; Washington, DC.
  • CLEMENTS, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L.. The Clements checklist of Birds of the World: Version 6.9; Cornell: Cornell University Press, 2014.

Referências