Apuim-de-costas-pretas – (Touit melanonotus)

O Apuim-de-costas-pretas Touit melanonotus é uma ave da família Psittacidae. Conhecido também como periquitinho, apuim-de-cauda-vermelha e apuim-de-costa-escura.

Apuim-de-costas-pretas {field 20}
  • Nome popular: Apuim-de-costas-pretas
  • Nome inglês: Touit melanonotus
  • Nome científico: Touit melanonotus
  • Família: Psittacidae
  • Sub-família: Arinae
  • Habitat: Ocorre em uma faixa litorânea, nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo, Bahia, Minas Gerais Paraná e Santa Catarina.
  • Alimentação: Alimenta-se basicamente de frutos. Tem grande preferência pelos frutos de Clusia spp,
  • Reprodução: Reproduz-se utilizando cupinzeiros arbóreos para seu ninho. O período reprodutivo fica entre os meses de outubro e dezembro.
  • Estado de conservação: Vulnerável
Apuim-de-costas-pretas {field 20}

Características:

Mede em média 15 cm de comprimento. Uma característica que se destaca é o anel perioftálmico laranja, característica que o distingue de todos os Psitacídeos do país. Centro do dorso num vértice negro. Coloração geral verde, com matiz acinzentado no peito e ventre. Tem o bico esbranquiçado e penas vermelhas em sua cauda curta, barradas de negro, que ficam ocultas parcialmente com a ave em repouso.

Apuim-de-costas-pretas {field 20}

Comentários:

Frequenta ambientes florestais em bom estado de conservação, podendo eventualmente aparecer em áreas fragmentadas ou até mesmo em ambiente urbanizados. Habita a faixa costeira da Mata Atlântica, podendo se deslocar entre as formações florestais de Restinga e encostas íngremes até florestas de montanha a mais de 1000 metros acima do mar. Aparentemente permanece mais próximo do mar no período reprodutivo na primavera e no verão, sendo relativamente fácil de ser observado neste período. No outono inverno é mais observado nas encostas íngremes acima dos 500 metros de altitude e no topo da Serra do Mar, beirando os 1200 metros, porém bandos são vistos em qualquer época do ano. Esta espécie é quase sempre observada em duplas ou pequenos bandos, mas em alguns locais pode formar bandos com mais de 30 indivíduos.

Apuim-de-costas-pretas {field 19}

Consulta bibliográfica sobre a espécie:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • ITIS – Integrated Taxonomic Information System (2015); Smithsonian Institution; Washington, DC.
  • CLEMENTS, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L.. The Clements checklist of Birds of the World: Version 6.9; Cornell: Cornell University Press, 2014.

Referências