Saí-canário – (Thlypopsis sordida)

Saí-canário

O saí-canário Thlypopsis sordida é uma ave da família Thraupidae Ocorre na América do Sul, desde a Venezuela, Peru, Equador, Bolívia, Colômbia, Paraguai e Argentina e em todo o Brasil.

Saí-canário Foto – Claudio Lopes
  • Nome popular: Saí-canário
  • Nome inglês: Orange-headed Tanager
  • Nome científico: Thlypopsis sordida
  • Família: Thraupidae
  • Subfamília: Poospizinae
  • Habitat: Ocorre na América do Sul, desde a Venezuela, Peru, Equador, Bolívia, Colômbia, Paraguai e Argentina e em todo o Brasil
  • Alimentação: Alimenta-se de frutos, sementes e insetos capturados na folhagem.
  • Reprodução: Constrói o ninho a 5 metros do solo, feito de fibras vegetais como a paina, teias de aranha e gravetos finos. A fêmea é responsável pela maior parte da construção, mas o macho colabora carregando o material necessário para a confecção do ninho. Nele são postos 2 ou 3 ovos, azul esbranquiçados com manchas pardas, que são incubados pela fêmea. Quando nascem os filhotes, são alimentados pelo casal
  • Estado de conservação: Pouco preocupante
Saí-canário Foto – Claudio Lopes

Características:

Mede cerca de 14 cm. As características que tornam fácil a identificação desta ave são a cabeça amarelo-alaranjada e o corpo cinza-esverdeado. Estes tons variam conforme a subespécie, tornando-se mais ou menos amarelados ou acinzentados conforme a região. A fêmea difere do macho por não apresentar o colorido ferrugíneo da cabeça e, sim, verde.

Possui três subespécies:

  • Thlypopsis sordida sordida (Orbigny & Lafresnaye, 1837) – ocorre do leste e sul do Brasil até o leste da Bolívia, no Paraguai e no norte da Argentina;
  • Thlypopsis sordida chrysopis (P. L. Sclater & Salvin, 1880) – ocorre do extremo sul da Colômbia até o leste do Equador, leste do Peru e oeste do Brasil;
  • Thlypopsis sordida orinocensis (Friedmann, 1942) – ocorre na região tropical central e sul da Venezuela, no sul de Anzoátegui e norte de Bolívar.
Saí-canário Foto – Claudio Lopes

Comentários:

Frequenta formações florestais secundárias e até mesmo em cidades bem arborizadas. Ocupa os estratos mais altos e médios da floresta, raramente indo ao chão. Locomove-se de forma típica, subindo pela ramaria em zigue-zague.

Saí-canário Foto – Claudio Lopes

Referências & Bibliografia:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • Wikiaves – disponível em: https://www.wikiaves.com.br/wiki/sai-canario Acesso em 08 Setembro de 2014.
  • Wikipédia – disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Sa%C3%AD-can%C3%A1rio Acesso em 14 de Outubro de 2015

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *