A curica Amazona amazonica é uma ave da família Psittacidae. Ocorre em toda a América do Sul. É conhecido como papagaio-do-mangue na costa, por habitar essa formação.

Curica Foto: Afonso de Bragança
  • Nome popular: Curica
  • Nome inglês: Orange-winged Parrot
  • Nome científico: Amazona amazonica
  • Família: Psittacidae
  • Habitat: Essa espécie de papagaio, o curica, distribui-se por toda a América do Sul, principalmente no Sudeste do Brasil, na Colômbia e na Venezuela. Mas também é encontrado nos Estados brasileiros do Amazonas, Mato Grosso (sendo ausente no Sudoeste do Pantanal), Pará, Goiás, Maranhão, Piauí, Bahia, Espírito Santo, Norte do Rio de Janeiro, Noroeste e Norte de São Paulo e Norte do Paraná.
  • Alimentação: Alimenta-se de sementes, frutos, flores e folhas. É bastante atraído pelos frutos do Cinamomo e do pombeiro (Combretum lanceolatum) e também aparece em bandos nas árvores de bacaba (Oenocarpus bacaba) e do açaí (Euterpe precatoria)
  • Reprodução: Se reproduz geralmente no segundo semestre do ano e faz ninhos em cavidades, aproveitando ocos de árvores, paredões rochosos e cupinzeiros. É uma espécie monogâmica (o casal permanece unido por toda vida). Põem 3 ovos que eclodem após 29 dias de incubação. Entretanto, em outros estudos já foi observado ninhos com 4 ovos. Vive de 50 a 60 anos. Geralmente, um filhote sai do ninho depois de 2 meses de nascido, chocado pela fêmea. Ao que parece se reproduz no final da temporada de seca. ESPÉCIE SEM DIMORFISMO SEXUAL
  • Estado de conservação: Pouco preocupante
Curica Foto: Afonso de Bragança
Características:

Mede entre 31 e 34 centímetro de comprimento e pesa entre 298 e 469 gramas. Como seus congêneres apresenta plumagem geral na coloração verde. De porte um pouco menor ao do papagaio-verdadeiro tem como características mais marcantes para diferenciação entre as duas espécies, o espelho e a marca da cauda de cor laranja, ao invés de vermelho. O bico é amarelado na base, com o restante cinza escuro. Menos cabeçudo em proporção ao corpo, o adulto possui a coroa, parte da face e a garganta na coloração amarela. Larga e conspícua faixa azul claro com origem nos lores e atingindo até a porção posterior aos olhos separam a coroa da face amarela.

Possui duas subespécies reconhecidas atualmente pela ICZN (Internacional Commission for Zoological Nomenclature):

    • Amazona amazonica amazonica (Linnaeus, 1766) - ocorre no Leste da Colômbia até a Venezuela, nas Guianas, no Norte da Bolívia e em grande parte do território nacional, atingindo até os estados da região sudeste do Brasil;
    • Amazona amazonica tobagensis (Griscom & Greenway, 1937) - ocorre nas ilhas de Trinidad e Tobago no Caribe.

(Clements checklist, 2014).

Curica Foto: Afonso de Bragança
Comentários:

Frequenta florestas de galeria, várzeas, alagados com árvores e manguezais. Costuma pernoitar e se reproduzir em ilhas cobertas de mata. Vive em bandos de até 8 indivíduos, reunindo-se às centenas para pernoitar, quando fazem bastante barulho. Na região sudeste observa-se que bandos dormem em plantações de eucaliptos onde se camuflam entre as copas de forma a evitar predação de gaviões e falcões.

Curica Foto: Afonso de Bragança
Referências & Bibliografia:
  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec - Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • Wikiaves - disponível em: https://www.wikiaves.com.br/wiki/curica Acesso em 18 Março de 2012.
  • Wikipédia - disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Papagaio-do-mangue Acesso em 31 de Outubro de 2012.