Japu-verde – (Psarocolius viridis)

O japu-verde Psarocolius viridis é uma ave da família Icteridae. Ocorre no Brasil, Guianas, Venezuela, Colômbia, Equador e Peru.

Japu-verde {field 28}
  • Nome popular: Japu-verde
  • Nome inglês: Green Oropendola
  • Nome científico: Psarocolius viridis
  • Família: Icteridae
  • Sub-família: Cacicinae
  • Habitat: Ocorre em toda a Amazônia brasileira, nos estados do Amazonas, Pará, Amapá, Roraima, Acre Rondônia, Tocantins, Maranhão e Mato Grosso. Encontrado também nas Guianas, Venezuela, Colômbia, Equador e Peru.
  • Alimentação: Alimenta-se basicamente de frutos e sementes. Mas também come insetos, larvas e outros artrópodes. Eventualmente saqueia ninhos de outras espécies.
  • Reprodução: Reproduz-se construindo ninhos em colônias com uma média entre 5 a 10 ninhos, dispostos próximos uns dos outros em uma zona da mesma árvore. O ninho é feito de fibras de plantas que formam uma cesta de suspensão, que pode medir até 1 m de comprimento. Põe em média 3 ovos brancos com pontos e linhas avermelhadas e roxas, tendo em média duas ninhadas por ano. Somente a fêmea incuba os ovos e alimenta os filhotes.
  • Estado de conservação: Pouco preocupante
Japu-verde {field 28}

Características:

O macho mede em média entre 46 e 51 cm de comprimento e a fêmea entre 36 e 38 cm. Tem cor predominante verde oliva, com a face verde amarelada e o bico esbranquiçado com a ponta de cor avermelhada. Algumas penas na cabeça formam uma pequena crista nucal verde. O ventre inferior e o crisso são castanhos. As retrizes laterais da cauda são amarelas, as retrizes centrais são verdes. Os olhos são azuis, tarsos e pés pretos.

Japu-verde {field 28}

Comentários:

Frequenta a copa de florestas de terra firme e clareiras adjacentes com árvores altas, sendo particularmente abundante em capoeiras altas nas regiões florestadas. Vive em bandos grandes e bastante barulhentos, fáceis de ver, às vezes formados por dezenas de indivíduos. Vive nas florestas de terra firme da Amazônia e no Escudo das Guianas. Normalmente, permanece na copa das árvores, evitando assentamentos humanos e áreas desmatadas.

Japu-verde {field 28}

Consulta bibliográfica sobre a espécie:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • ITIS – Integrated Taxonomic Information System (2015); Smithsonian Institution; Washington, DC.
  • CLEMENTS, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L.. The Clements checklist of Birds of the World: Version 6.9; Cornell: Cornell University Press, 2014.

Referências