Chincoã-de-bico-vermelho – (Piaya melanogaster)

O chincoã-de-bico-vermelho Piaya melanogaster é uma ave da família Cuculidae. Ocorre no Brasil, Bolívia, Colômbia, Equador, Guiana Francesa, Guiana, Peru, Suriname e Venezuela

Chincoã-de-bico-vermelho {field 20}
  • Nome popular: Chincoã-de-bico-vermelho
  • Nome inglês: Black-bellied Cuckoo
  • Nome científico: Piaya melanogaster
  • Família: Cuculidae
  • Sub-família: Cuculinae
  • Habitat: Ocorre na região amazônica, do Brasil. Encontrado também na Bolívia, Colômbia, Equador, Guiana Francesa, Guiana, Peru, Suriname e Venezuela.
  • Alimentação: Alimenta-se basicamente de insetos, besouros, formigas e lagartas. Costuma procurar comida na copa das arvores.
  • Reprodução: Reproduz-se…
  • Estado de conservação: Pouco preocupante
Chincoã-de-bico-vermelho {field 25}

Características:

Mede em geral entre 38 e 40 cm de comprimento. Parecida com a alma-de-gato – Piaya cayana, porém tem a barriga e crisso negros. Também se difere pela cabeça cinzenta, bico vermelho e uma mancha amarela no loro.

Chincoã-de-bico-vermelho {field 19}

Comentários:

Frequenta a copa das florestas de terra firme, raramente descendo a níveis mais baixos. Costuma acompanhar bandos mistos e é bem territorial, respondendo fortemente quando ouve o canto de outro da mesma espécie. É uma espécie monógama, e pode ser encontrada solitária ou de casal.

Chincoã-de-bico-vermelho {field 28}

Consulta bibliográfica sobre a espécie:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • ITIS – Integrated Taxonomic Information System (2015); Smithsonian Institution; Washington, DC.
  • CLEMENTS, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L.. The Clements checklist of Birds of the World: Version 6.9; Cornell: Cornell University Press, 2014.

Referências