Caneleiro-de-chapéu-preto – (Pachyramphus validus)

O caneleiro-de-chapéu-preto Pachyramphus validus é uma ave da família Tityridae. Conhecido como caneleiro-de-chapéu-negro e caneleiro-de-crista.

Caneleiro-de-chapéu-preto {field 18}
  • Nome popular: Caneleiro-de-chapéu-preto
  • Nome inglês: Crested Becard
  • Nome científico: Pachyramphus validus
  • Família: Tityridae
  • Sub-família: Tityrinae
  • Habitat: Ocorre em quase todo o Brasil. Encontrado também na Argentina, Bolívia, Equador, Paraguai e Peru.
  • Alimentação: Alimentam-se basicamente de insetos, invertebrados e frutinhos. Associam-se a bandos mistos, embora busquem alimento de maneira isolada também, possuem pousos preferidos na mata e, uma vez localizados, deixam-se observar nos longos períodos em que ficam à espreita de insetos em movimento.
  • Reprodução: Constrói um ninho grande, de fibras vegetais, com a entrada na parte lateral e a câmara de ovipostura na parte superior. O macho, às vezes, auxilia na construção do ninho, mas só a fêmea incuba os ovos que podem ser verde-oliva, pardo-claros ou cinzas com manchas pardo-enegrecidas. O tempo de incubação é, provavelmente, de 18 ou 19 dias e os filhotes são alimentados pelo casal.
  • Estado de conservação: Pouco preocupante
Caneleiro-de-chapéu-preto {field 18}

Características:

Macho todo escuro, negro em parte das costas e cabeça, acinzentado na região ventral. Nas asas, algumas penas brancas, raramente visíveis à distância. Fêmea marrom, mais clara na região ventral. Na cabeça, o característico topo cinza escuro, em forte contraste com o corpo. Área clara na frente dos olhos, característica semelhante às outras espécies desse gênero, mas virtualmente invisível no macho. Dignas de menção são uma das suas rêmiges primárias muito alterada e a mancha branca do dorso, só visível quando as penas são levantadas como acontece também com vários formicarídeos. O seu canto lembra o dos beija-flores, sendo o canto da fêmea mais melodioso que o do macho, uma exceção no mundo das aves. Raramente emitem um chamado baixo, anasalado.

Possui duas subespécies:

  • Pachyramphus validus validus (Lichtenstein, 1823) – ocorre da região tropical Leste da Bolívia até o Nordeste da Argentina, Paraguai e Leste do Brasil;
  • Pachyramphus validus audax (Cabanis, 1873) – ocorre no Sul do Peru, da região de Ayacucho até a Bolívia e Noroeste da Argentina.
Caneleiro-de-chapéu-preto {field 20}

Comentários:

Frequenta mata ciliar, cerradão ou mata seca, bem como logo abaixo da copa e na parte média da mata.

Caneleiro-de-chapéu-preto {field 20}

Referências & Bibliografia:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • Wikiaves – disponível em: https://www.wikiaves.com.br/wiki/caneleiro-de-chapeu-preto Acesso em 28 Março de 2010.
  • Wikipédia – disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Caneleiro-de-chapéu-preto Acesso em 13 de Agosto de 2009.