Gaviãozinho – (Gampsonyx swainsonii)

O gaviãozinho é uma ave da família Accipitridae. É o menor gavião de que ocorre no Brasil. Ocorre da Nicarágua até o Paraguai, Argentina e Brasil.
gaviãozinho {field 6}
  • Nome popular: Gaviãozinho
  • Nome inglês: Pearl Kite
  • Nome científico: Gampsonyx swainsonii
  • Família: Accipitridae
  • Habitat: Ocorre da Nicarágua até o Paraguai, Argentina e Brasil. No Brasil, podemos encontrá-los desde a Amazônia até os estados de Minas Gerais e noroeste do Rio Grande do Sul (Sick, 1997; Wikiaves, 2014). São conhecidas três subespécies, o G. s. leonae: Nicarágua, norte da Colômbia até Venezuela e Trinidade, Guiana, Suriame até a região do rio Amazonas. G. s. magnus: oeste da Colômbia, Equador e norte do Peru. G. s. swainsonii: Brasil ao sul do rio Amazonas, até o oriente do Peru, Bolívia, Paraguai e norte da Argentina (Del Hoyo et al. 1994).
  • Alimentação: Pousa no alto de postes e árvores, de onde procura insetos, lagartos, pássaros e outros pequenos vertebrados.
  • Reprodução: Faz o ninho com gravetos, semelhante a uma plataforma, localizado entre 4 e 7 m de altura, macho e fêmea participam da construção do ninho. Coloca 3 ovos brancos manchados de castanho, e a incubação é feita pela fêmea por 34-35 dias, são poucos os relatos de ninhos usados por anos consecutivos.
  • Estado de conservação: Pouco preocupante
gaviãozinho {field 6}
Características:

Mede cerca de 20-28 cm de comprimento, peso de 94-98 g (macho) e 95-102 g (fêmea) (Bierregard & Kirwan 2013), sendo o menor rapinante diurno (em cm) que ocorre no Brasil. Apresenta coloração branca predominante, dorso cinza escuro, região frontal da cabeça e laterais próximos aos olhos de cor creme-amarelado, penas primárias e secundárias com pontas brancas. Os tarsos e os dedos são amarelos, e o bico e cera são cinzas; íris varia do castanho ao vermelho (Márquez et. al. 2005).

Possui três subespécies:
  • Gampsonyx swainsonii swainsonii (Vigors, 1825) – ocorre no Brasil, ao sul do Rio Amazonas até o leste do Peru, Bolívia e nordeste da Argentina;
  • Gampsonyx swainsonii leonae (Chubb, 1918) – ocorre na Nicarágua; norte da América do Sul até o Rio Amazonas;
  • Gampsonyx swainsonii magnus (Chubb, 1918) – ocorre da região costeira do oeste da Colômbia até o Equador e norte do Peru.

(Clements checklist, 2014).

gaviãozinho {field 12}
Comentários:

Vive em beiras de rios e lagos, campos com árvores esparsas, savanas e em cidades mais arborizadas. Pode ser observado planando a grande altura ou empoleirado a espera de alguma presa. (Sick, 1997; Global Raptor, 2010). Está expandindo sua população, com novos registros em áreas de pastagens e cultivo e no entorno de cidades (Gwynne et al. 2010).

gaviãozinho {field 12}
Referências & Bibliografia:
  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • Wikiaves – disponível em: https://www.wikiaves.com.br/wiki/gaviaozinho Acesso em 08 Setembro de 2016.