Marreca-cabocla – (Dendrocygna autumnalis)

A marreca-cabocla Dendrocygna autumnalis é uma ave da família Anatidae. Também conhecida como marreca-asa-branca, asa-branca ou marajoara. Ocorre do Texas à Bolívia, Brasil e Argentina.

Marreca caboclaFoto – Flávio Pereira
  • Nome popular: Marreca-cabocla
  • Nome inglês: Black-bellied Whistling-Duck
  • Nome científico: Dendrocygna autumnalis
  • Família: Anatidae
  • Subfamília: Dendrocygninae
  • Habitat: Ocorre do Texas à Bolívia, Brasil e Argentina.
  • Alimentação: Alimenta-se basicamente de pequenas sementes e folhas, gosta de arroz, apanha vermes, larvas de insetos e pequenos crustáceos.
  • Reprodução: Geralmente nidifica em ocos de pau, penachos de palmeia ou no solo. Às vezes acontece de mais de uma fêmea botar em um mesmo ninho.
  • Estado de conservação: Pouco preocupante.
Marreca-cabocla Foto – Jarbas Mattos

Características:

Mede entre 40 e 50 centímetros de comprimento e pesa entre 650 e 1020 gramas. Sua face é cinzenta, a barriga é preta e tem grande mancha branca na asa, visível apenas quando a ave voa. Tem bico e pés vermelhos. Quando jovem, é pardo acinzentado, inclusive bico e pés. O dimorfismo sexual quanto ao colorido é pouco pronunciado.

Possui duas subespécies reconhecidas:

  • Dendrocygna autumnalis autumnalis (Linnaeus, 1758) – ocorre do Panamá até o norte da Argentina (principalmente a leste da Cordilheira dos Andes), no Paraguai e no Brasil.
  • Dendrocygna autumnalis fulgens (Friedmann, 1947) – ocorre do sul dos Estados Unidos da América no extremo sul dos estados do Texas e Arizona até o Panamá. Esta subespécie difere da subespécie nominal basicamente por apresentar uma menor área cinza entre o ventre preto e o colar castanho do pescoço, além de outras diferenças menores.

Aves Brasil CBRO – 2015 (Piacentini et al., 2015); IOC World Bird List 2018; del Hoyo, J.; et al., (2016).

Marreca-cabocla Foto – Jarbas Mattos

Comentários:

Podemos observá-las pastando em capim baixo alagado e, às vezes, em manguezais. Empoleira-se regularmente para descansar. Trata-se de uma ave sociável que pode ocorrer em grandes concentrações. Observa-se enormes bandos voando ou aquecendo-se ao sol à beira de uma represa. Esses bandos defendem-se mergulhando, sobretudo, quando a água está crispada pelo vento, nessas ocasiões, ocorrem rêmiges sonoras que aumentam o sibilo produzido pelas batidas de asas.

Marreca-cabocla Foto – Jarbas Mattos

Referências bibliográficas:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • Wikiaves – disponível em http://www.wikiaves.com.br/wiki/marreca-cabocla Acesso em 08 Setembro de 2010.
  • Wikipédia – disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Marreca-cabocla Acesso em 31 de Outubro de 2010.