Chorozinho-de-chapéu-preto – (Herpsilochmus atricapillus)

O chorozinho-de-chapéu-preto Herpsilochmus atricapillus é uma ave da família Thamnophilidae. Ocorre no Brasil oriental, do Maranhão até São Paulo.

Chorozinho-de-chapéu-preto {field 20}
  • Nome popular: Chorozinho-de-chapéu-preto
  • Nome inglês: Black-capped Antwren
  • Nome científico: Herpsilochmus atricapillus
  • Família: Thamnophilidae
  • Sub-família: Thamnophilinae
  • Habitat: Ocorre no Brasil nos estados de Alagoas, Bahia, Ceará,, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rondônia, São Paulo, Sergipe, Tocantins e Distrito Federal.
  • Alimentação: Alimenta-se basicamente de insetos no meio da folhagem, deslocando-se em pequenos saltos ou voos curtos dentro da vegetação, o que dificulta sua localização.
  • Reprodução: Reproduz-se construindo um ninho feito com fibras vegetais, preso em forquilhas de arbustos a pouca altura. Após a reprodução, os filhotes acompanham o casal por algum tempo.
  • Estado de conservação: Pouco preocupante
Chorozinho-de-chapéu-preto {field 11}

Características:

Tem plumagem mesclada de cinza e branco dominante nos dois sexos. A cauda é longa e com muito branco nas penas, especialmente as laterais. Nas asas, três faixas de pontos brancos destacam-se contra o cinza escuro. Macho e fêmea com sobrancelhas brancas destacadas, maiores no macho, cuja cabeça é negra no alto. Na fêmea, pontos claros pontilham todo a parte superior da cabeça, tendo o peito e laterais do corpo levemente amarelados (uniformemente clara no macho).

Chorozinho-de-chapéu-preto {field 23}

Comentários:

Frequenta o interior da vegetação baixa, seja na borda de cerradões e mata seca, seja em áreas de capoeira densa. Vive em casais, mantendo contato constante com seu canto característico. É mais fácil escutá-las do que observar a ave em boas condições.

Chorozinho-de-chapéu-preto {field 25}

Consulta bibliográfica sobre a espécie:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • ITIS – Integrated Taxonomic Information System (2015); Smithsonian Institution; Washington, DC.
  • CLEMENTS, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L.. The Clements checklist of Birds of the World: Version 6.9; Cornell: Cornell University Press, 2014.

Referências