Pica-pau-ocráceo – (Celeus ochraceus)

O pica-pau-ocráceo Celeus ochraceus é uma ave da família Picidae. Espécie com ocorrência somente no Brasil.

Pica-pau-ocráceo {field 23}
  • Nome popular: Pica-pau-ocráceo
  • Nome inglês: Ochre-backed Woodpecker
  • Nome científico: Celeus ochraceus
  • Família: Picidae
  • Sub-família: Picinae
  • Habitat: Ocorre em todo o Nordeste ( até o sul da BA podendo chegar ao ES ), na parte oriental da região Centro Oeste ( GO, TO, DF e calha do rio Araguaia em MT), no norte da região Sudeste (MG) e no baixo rio Amazonas (PA). ESPÉCIE ENDÊMICA DO BRASIL
  • Alimentação: Alimenta-se basicamente de insetos, suas larvas e ovos, formigas e cupins nas árvores ou no solo e de uma grande variedade de frutas e bagas.
  • Reprodução: Reproduz-se em cavidades escavadas em formigueiros arborícolas e em árvores secas, onde põe 2 a 4 ovos brancos e brilhantes. O macho incuba e cuida dos filhotes também.
  • Estado de conservação: Pouco preocupante
Pica-pau-ocráceo {field 23}

Características:

Mede em média 27 cm de comprimento. Tem a cabeça e face amarelos, com proeminente topete da mesma cor; macho com faixa malar vermelha. Partes superiores amarelo ocre, com fino barrado preto. O macho apresenta estria malar de cor vermelho intenso.

Pica-pau-ocráceo {field 11}

Comentários:

Frequenta pomares, matas úmidas e secas, cerrado e caatinga arborea, evitando o interior de florestas.

Pica-pau-ocráceo {field 11}

Consulta bibliográfica sobre a espécie:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • ITIS – Integrated Taxonomic Information System (2015); Smithsonian Institution; Washington, DC.
  • CLEMENTS, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L.. The Clements checklist of Birds of the World: Version 6.9; Cornell: Cornell University Press, 2014.

Referências