Anambé-branco-de-bochecha-parda – (Tityra inquisitor)

O anambé-branco-de-bochecha-parda Tityra inquisitor é uma ave da família Tityridae. Conhecido também como anambé-branco. Ocorre do México à Argentina e em todo o Brasil.

Anambé-branco-de-bochecha-parda Foto – Aisse Gaertner
  • Nome popular: Anambé-branco-de-bochecha-parda
  • Nome inglês: Black-crowned Tityra
  • Nome científico: Tityra inquisitor
  • Família: Tityridae
  • Sub-família: Tityrinae
  • Habitat: Ocorre em todo o Brasil. Encontrado também do México ao Panamá e em quase toda a América do Sul, com exceção do Chile e Uruguai.
  • Alimentação: Alimenta-se basicamente de frutos, mas ocasionalmente come invertebrados, principalmente enquanto está criando filhotes.
  • Reprodução: Constrói o ninho nos ocos das árvores, entre 12 e 30 metros do chão. Geralmente nascem dois filhotes por vez, que são alimentados pelos pais à entrada do ninho. Reproduz-se de julho a dezembro
  • Estado de conservação: Pouco preocupante.
Anambé-branco-de-bochecha-parda Foto – Jarbas Mattos

Características:

Mede em média 18 centímetros de comprimento e pesa entre 33,8 e 70 gramas. O macho apresenta os lados e o alto da cabeça pretos, as costas cinzentas e o peito branco; a fêmea tem a região anterior da cabeça amarronzada, os lados da cabeça ruivos e as costas com estrias marrom-enegrecidas.

Possui seis subespécies reconhecidas:

  • Tityra inquisitor inquisitor (Lichtenstein, 1823) – ocorre na região tropical do sudeste do Brasil, do sul do estado do Piauí até o leste do Paraguai e no nordeste da Argentina;
  • Tityra inquisitor fraserii (Kaup, 1852) – ocorre na região tropical do sudeste do México, em San Luis Potosí até a região central do Panamá;
  • Tityra inquisitor albitorques (Du Bus de Gisignies, 1847) – ocorre da região tropical do leste do Panamá até o noroeste da Bolívia e no oeste da Amazônia brasileira;
  • Tityra inquisitor buckleyi (Salvin & Godman, 1890) – ocorre na região tropical do sudeste da Colômbia, na região de Caquetá e no leste do Equador, na região de Napo-Pastaza;
  • Tityra inquisitor erythrogenys (Selby, 1826) – ocorre na região tropical do leste da Colômbia até a Venezuela, nas Guianas e no norte do Brasil;
  • Tityra inquisitor pelzelni (Salvin & Godman, 1890) – ocorre na região tropical do nordeste da Bolívia, no Brasil, do sul do Rio Amazonas até o estado do Mato Grosso.

(IOC World Bird List 2017; Aves Brasil CBRO 2015).

Anambé-branco-de-bochecha-parda Foto – Carlos Grupilo

Comentários:

Frequenta copa e as bordas de florestas úmidas ou secas, e em capoeiras e clareiras com grandes árvores. É visto normalmente aos pares e a boa altura na vegetação, pousado em galhos bem expostos. Às vezes reúne-se em grupos nas árvores com frutos, os quais constituem seu alimento principal.

Anambé-branco-de-bochecha-parda Foto – Carlos Grupilo

Referências & Bibliografia: