A saíra-sete-cores é uma ave da família Thraupidae. Também conhecida como saíra-de-bando. Ocorre da Bahia e Minas Gerais ao Rio Grande do Sul, também ocorre no sudeste do Paraguai e no nordeste da Argentina.
saira-sete-cores Foto: Afonso de Bragança
  • Nome popular: Saíra-sete-cores
  • Nome inglês: Green-headed Tanager
  • Nome científico: Tangara seledon
  • Família: Thraupidae
  • Habitat: Ocorre da Bahia e Minas Gerais ao Rio Grande do Sul, também ocorre no sudeste do Paraguai e no nordeste da Argentina.
  • Alimentação: Frugívoro, porém em época de escassez de frutos come também insetos, gosta dos frutos de palmeiras, goiaba, mamão, ameixa e caju.
  • Reprodução: Faz um ninho tipo tigela, atinge a maturidade sexual por volta de um ano de idade, geralmente põe de 2 a 4 ovos, com até 3 ninhadas por estação, o período de incubação gira em torno de 16 dias.
  • Estado de conservação: Pouco preocupante
saira-sete-cores Foto: Afonso de Bragança
Características:

Mede cerca de 14 cm de comprimento e pesa 18g. A fêmea é mais pálida e ao imaturo falta a cor viva do uropígio. Possui pelagem muito colorida. Cabeça e peito azuis-piscina, faixa preta na parte frontal da garganta, nuca amarelo-alaranjado barriga e cauda esverdeados, cauda com faixas negras. Dorso negro com asas intercalando as cores verde, azul e preta. Base do bico preta.

saira-sete-cores Foto: Afonso de Bragança
Comentários:

Muito comum no sudeste brasileiro, ocorrendo da Bahia e Minas Gerais ao Rio Grande do Sul, habita todos os estratos da floresta atlântica e nas matas baixas do litoral, onde é muito frequente. Frutívoro, aprecia os frutos de palmeiras, goiaba, mamão e caju, alimenta-se eventualmente também de insetos. Atinge a maturidade sexual aos 12 meses, faz um ninho tipo tigela rasa construído nos galhos de árvores, onde põe geralmente de 2 a 4 ovos, tendo de 2 a 3 ninhadas por estação, os filhotes nascem após 15 dias de incubação. A destruição do habitat e caça para o tráfico de animais silvestres, fazem com que esta espécie já se encontre em processo de extinção em algumas regiões.

saira-sete-cores Foto: Afonso de Bragança
Referências bibliográficas:
  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec - Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • Wikiaves - disponível em https://www.wikiaves.com.br/wiki/saira-sete-cores Acesso em 08 Janeiro de 2009.

Galeria de fotos