O pica-pau-pequeno Veniliornis passerinus é uma ave da família Picidae. Conhecido como picapauzinho-anão. Ocorre da Venezuela à Bolívia, Paraguai e no Brasil.
Pica-pau-pequeno Foto: Espedito Maximo
  • Nome popular: Pica-pau-pequeno
  • Nome inglês: Little Woodpecker
  • Nome científico: Veniliornis passerinus
  • Família: Picidae
  • Habitat: Ocorre da Venezuela à Bolívia, Paraguai e Brasil amazônico e central ( até o oeste do Paraná ) e setentro-oriental ( interior do Nordeste )
  • Alimentação: São basicamente insetívoros. Macho e fêmea costumam estar próximos nos deslocamentos para busca de alimentação. Acompanham bandos mistos na mata, explorando os troncos e apanhando insetos sob a casca. Furam os galhos e troncos com broca. Assim como outras espécies de picapaus, o picapauzinho-anão através de pancadas ligeiras, ausculta a árvore para descobrir os lugares carunchados, para posteriormente se alimentar de larvas e/ou besouros ali presentes. Aprecia algumas frutas como manga e abacate.
  • Reprodução: Reproduz-se de julho a novembro. Constrói o ninho em colmos de bambu, palmeiras ou galhos secos, onde põe seus ovos brancos e brilhantes.
  • Estado de conservação: Pouco preocupante
Pica-pau-pequeno Foto: Espedito Maximo
Características:

Tem cerca de 15 cm de cmprimento. É o menor representante do gênero Veniliornis. De cor verde-amarelada, mais clara nas partes inferiores. Coberteiras superiores das asas salpicadas de amarelo; partes inferiores barradas de cinza. Nuca e vértice vermelhos no macho.

Apresenta 9 subespécies:
    • Veniliornis passerinus passerinus (Linnaeus, 1766): Com as coberteiras superiores das asas sem pontas claras. Tem os lados da cabeça marrom-dourado e lado ventral barrado escuro e esbranquiçado. Norte do Brasil, PA, RR, Ap até Ilha do Marajó.
    • Veniliornis passerinus agilis (Cabanis & Heine, 1863): Com as coberteiras superiores das asas sem pontas claras. Com faixa superciliar e malar claras. Leste da região amazônica até o oeste do Brasil;
    • Veniliornis passerinus diversus (Zimmer, 1942): Com as coberteiras superiores das asas sem pontas claras. Lado ventral largamente barrado, as coberteiras superiores das asas com fina estria mediana clara. Macho com parte traseira do alto da cabeça vermelha. Extremo norte do Brasil.
    • Veniliornis passerinus fidelis (Hargitt, 1889): ocorre do Leste da Colômbia até o Oeste da Venezuela;
    • Veniliornis passerinus insignis (Zimmer, 1942): Com as coberteiras superiores das asas sem pontas claras. No lado ventral com as barras claras mais largas do que as escuras e o alto da cabeça com vermelho da metade traseira até a nuca. Oeste do Brasil ao sul do Rio Amazonas.
    • Veniliornis passerinus modestus (Zimmer, 1942): ocorre no Nordeste da Venezuela;
    • Veniliornis passerinus olivinus (Natterer & Malherbe, 1845): Com as coberteiras superiores das asas nas pontas claras. Com o vermelho do alto da cabeça na parte traseira da nuca; lados da cabeça verde-oliva. Sudoeste, sudeste e sul do Brasil.
    • Veniliornis passerinus taenionotus(Reichenbach, 1854): Com as coberteiras superiores das asas nas pontas claras. Alto da cabeça inteiramente vermelho no macho e o lado ventral fortemente barrado. Nordeste do Brasil, desde Maranhão até a Bahia
    • Veniliornis passerinus tapajozensis (Gyldenstolpe, 1941): Com as coberteiras superiores das asas sem pontas claras. sem faixa superciliar e malar. Com o lado dorsal mais amarelado manchado vermelho. Norte do Brasil próximo ao Rio Tapajós.
Pica-pau-pequeno Foto: Espedito Maximo
Comentários:

Habitam áreas abertas, clareiras e bordas de matas secas, caatingas, cerrados, matas de galeria, de várzea e de terra firme. Encontrado também em mata secundária, mata ripária com bambu, mangues e zonas rurais, pastos e campos. Encontrado solitário, aos pares ou em grupos familiares. Muito ariscos, movimentam-se rapidamente pelas copas ao perceberem qualquer movimento estranho. Como os outros pica-paus, escondem-se atrás dos troncos quando percebem uma pessoa, tornando a observação dos detalhes ainda mais difícil. Observáveis em todos os ambientes florestados, atravessam, em rápidos voos ondulados, áreas de campo entre capões ou árvores isoladas. Aparece em locais com arbustos densos.

Pica-pau-pequeno Foto: Espedito Maximo
Referências & Bibliografia:
  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec - Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • Wikiaves - disponível em: https://www.wikiaves.com.br/wiki/pica-pau-pequeno Acesso em 18 de Janeiro de 2018.
Comentários (0)
Ainda não há comentários postados aqui
Deixar seu comentário
Publicar como visitante
×
Suggested Locations
Digite o texto apresentado na imagem abaixo. Não consegue ver?