Gavião-pedrês – (Buteo nitidus)

Gavião-pedrês

O gavião-pedrês Buteo nitidus é uma ave da família Accipitridae. Também conhecido como gavião-cinza e gavião-pintado.

Gavião-pedrês {field 11}
  • Nome popular: Gavião-pedrês
  • Nome inglês: Gray-lined Hawk
  • Nome científico: Buteo nitidus
  • Família: Accipitridae
  • Sub-família: Accipitrininae
  • Habitat: Ocorre desde o sul dos Estados Unidos até a Argentina. Encontrado em todo o Brasil.
  • Alimentação: Alimenta-se basicamente de aves, répteis e insetos. É rápido e ágil, podendo perseguir suas presas por manobras entre as árvores. Caça também a partir de poleiros e gosta de planar à procura de presas.
  • Reprodução: Constrói o ninho com galhos secos no alto das árvores, põe em média 3 ovos. Os filhotes permanecem no ninho por cerca de 6 semanas. O período de incubação é de aproximadamente 32 dias e é realizado por ambos os pais. O macho fornece com maior frequência o alimento para a fêmea nas duas primeiras semanas de pós-incubação, e após esse período a fêmea também ajuda na caça. Aos 2 anos de idade os indivíduos atingem a maturidade sexual.
  • Estado de conservação: Pouco preocupante
Gavião-pedrês {field 11}

Características:

Mede em média entre 44 e 60 centímetros de comprimento e pesa entre 320 e 592 gramas. Tem uma envergadura de asas entre 75 e 94 centímetros. Tem as partes superiores cinza-claras, partes inferiores finamente barradas de cinza e branco, cauda atravessada por uma faixa branca. O bico é preto e apresenta cere amarela. As pernas e os pés também amarelos. A cor dos olhos é marrom escuro, circundados por um fino anel periocular amarelo. O indivíduo jovem é mais escuro que o adulto, marrom-escuro na parte superior com manchas brancas, as bases das primárias são amareladas, a cabeça é branca como uma faixa escura sobre os olhos. O peito e ventre são brancos com manchas escuras. O crisso é branco e a cauda é marrom escura com a extremidade branca.

Possui três subespécies reconhecidas:

  • Buteo nitidus nitidus (Latham, 1790) – ocorre do leste da Colômbia e Equador até as Guianas e na Amazônia brasileira;
  • Buteo nitidus blakei (Hellmayr & Conover, 1949) – ocorre do sudoeste da Costa Rica até o norte da Colômbia e oeste do Equador;
  • Buteo nitidus pallidus (Schlegel, 1862) – ocorre da região central e sul do Brasil até o leste da Bolívia, Paraguai e norte da Argentina.

(Clements checklist, 2014).

Gavião-pedrês {field 11}

Comentários:

Frequenta borda de matas, campos, cerrados e florestas. Ave rápida e ágil, bate asas e plana por pouco tempo para arrebatar a presa. No voo, usa as correntes de ar quente para adquirir altura.

Gavião-pedrês {field 11}

Consulta bibliográfica sobre a espécie:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • CLEMENTS, J. F.; The Clements Checklist of Birds of the World. Cornell: Cornell University Press, 2005.

Referências

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *