Bacurau-tesoura – (Hydropsalis torquata)

Bacurau-tesoura

O bacurau-tesoura Hydropsalis torquata é uma ave da família Caprimulgidae. Também conhecido como curiango-tesoura.

Bacurau-tesoura {field 21}
  • Nome popular: Bacurau-tesoura
  • Nome inglês: Scissor-tailed Nightjar
  • Nome científico: Hydropsalis torquata
  • Família: Caprimulgidae
  • Habitat: Ocorre do sul do rio Amazonas até o Rio Grande do Sul, e também no Peru, Paraguai, Argentina e Uruguai.
  • Alimentação: Alimenta-se basicamente de insetos. Parte do solo em voo curto para capturar o inseto e pousa imediatamente. É grande devorador de mariposas.
  • Reprodução: Reproduz-se diretamente no solo sem confecção de ninho, a fêmea põe 2 ovos bem camuflados diretamente sobre a terra. O casal choca em revezamento. Na época de reprodução, os machos quando estão pousados no solo emitem um tamborilado através do bater da cauda
  • Estado de conservação: Pouco preocupante
Bacurau-tesoura {field 21}

Características:

Mede em média 40 centímetros de comprimento (macho adulto), onde a cauda toma mais de 2/3 deste total. O macho adulto normalmente apresenta um colar nucal de cor ferrugena. A fêmea tem por volta de 27,5 centímetros. Sua longa cauda tem a forma de tesoura.

Possui duas subespécies reconhecidas:

  • Hydropsalis torquata torquata (Gmelin, 1789) – ocorre do sul do Suriname até a Amazônia e leste do Brasil, e no leste do Peru;
  • Hydropsalis torquata furcifer (Vieillot, 1817) – ocorre do sul do Peru até o leste da Bolívia, sul do Brasil, Uruguai, Paraguai e região central da Argentina.

Aves Brasil CBRO – 2015 (Piacentini et al. 2015).

Bacurau-tesoura {field 21}

Comentários:

Frequenta na beirada da mata, campos e cerrados. Adapta-se também às cidades, já tendo sido observado nos telhados do Rio de Janeiro. É ave noturna. Durante o dia fica pousado imóvel no chão ou longitudinalmente sobre galhos baixos de árvores, em perfeita camuflagem.

Bacurau-tesoura {field 21}

Consulta bibliográfica sobre a espécie:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • CLEMENTS, J. F.; The Clements Checklist of Birds of the World. Cornell: Cornell University Press, 2005.

Referências

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *