Turu-turu – (Neocrex erythrops)

Turu-turu

O turu-turu Neocrex erythrops é uma ave da família Rallidae. Ocorre no Brasil, Venezuela, Suriname, Guiana, Colômbia, Bolívia, Peru, Argentina e Paraguai.

Turu-turu {field 32}
  • Nome popular: Turu-turu
  • Nome inglês: Paint-billed Crake
  • Nome científico: Neocrex erythrops
  • Família: Rallidae
  • Habitat: Ocorre em quase todos os estados do Brasil. Encontrado também na Venezuela, Suriname, Guiana, Colômbia, Bolívia, Peru, Argentina e Paraguai.
  • Alimentação: Alimenta-se de insetos, vermes, larvas e outros artrópodes. Também come sementes (incluindo sementes de gramíneas). Apanha invertebrados do solo e da serapilheira; forrageia em poças, às vezes ao longo de estradas de terra e em manchas abertas adjacentes à vegetação densa, ao amanhecer e ao entardecer.
  • Reprodução: Reproduz-se construindo um ninho de gramíneas, em forma de cesto em amontoados de vegetação, pondo até 7 ovos de cor creme, manchados de marrom-avermelhado.
  • Estado de conservação: Pouco preocupante
Turu-turu {field 32}

Características:

Mede em média 19 cm de comprimento. Tem coloração acinzentada no rosto e no peito, apresenta forte barrado de preto e branco no ventre inferior, crisso e na parte inferior da cauda. O manto e as asas são marrons. A cauda é curta e apresenta a mesma coloração do manto. Os pés são vermelhos brilhantes e o bico é bicolor, vermelho e amarelo-esverdeado. Olhos avermelhados. Os filhotes apresentam a coloração preta em todo o corpo com as pernas, olhos e bico escuros. ESPÉCIE SEM DIMORFISMO SEXUAL

Apresenta duas subespécies:

  • Neocrex erythrops erythrops (P. L. Sclater, 1867) – ocorre no Arquipélago de Galápagos; na região costeira do Peru, de Lima até Lambayeque;
  • Neocrex erythrops olivascens (Chubb, 1917) – ocorre do Oeste do Panamá até a Venezuela; nas Guianas; no Noroeste da Argentina e no Brasil.

(Clements checklist, 2014).

Turu-turu {field 32}

Comentários:

Frequentam alagados com gramíneas, campos úmidos, campos com arbustos e bordas de florestas. Pode ser descrito principalmente como uma espécie de capinzais e emaranhados. É difícil de observar, pois vive no chão e raramente sai dos esconderijos. No Nordeste do Brasil se torna comum principalmente após as primeiras chuvas durante a estação chuvosa.

Turu-turu {field 27}

Consulta bibliográfica sobre a espécie:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • ITIS – Integrated Taxonomic Information System (2015); Smithsonian Institution; Washington, DC.
  • CLEMENTS, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L.. The Clements checklist of Birds of the World: Version 6.9; Cornell: Cornell University Press, 2016.

Referências

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *