Urutau-pardo – (Nyctibius aethereus)

O urutau-pardo Nyctibius aethereus é uma ave da família Nyctibiidae. Ocorre no Brasil, Argentina, Paraguai, Colômbia, Equador, Peru e nas Guianas.

Urutau-pardo {field 20}
  • Nome popular: Urutau-pardo
  • Nome inglês: Long-tailed Potoo
  • Nome científico: Nyctibius aethereus
  • Família: Nyctibiidae
  • Habitat: Ocorre na Amazônia e Brasil oriental.
  • Alimentação: Alimenta-se basicamente de insetos. Tem predileção por grandes mariposas.
  • Reprodução: Reproduz-se em buracos naturais de arvores. Põem em média 1 ou 2 ovos por ninhada.
  • Estado de conservação: Pouco preocupante
Urutau-pardo {field 11}

Características:

Mede em média entre 46 e 58 cm de comprimento, e pesa entre 280 e 447 gramas. Tem a fronte, coroa e nuca com a coloração pardo-amarronzada escura, salpicado e manchado de bege, com largas estrias castanho-escuro ou pretas. Sobre os olhos apresenta região com pequenas penas em formato diferenciado, assemelhadas em aparência a cílios. Não apresenta colar em torno pescoço. O manto, costas e uropígio são pardos, salpicados de marrom e bege claro. Suas penas coberteiras são pardas e estriadas de castanho-escuro com as pontas viradas para cima. As penas supracaudais são pardas, com grandes manchas marrons. A cauda fortemente graduada é marrom pardacenta, as penas retrizes apresentam amplo barrado marrom escura; o par central das retrizes é pontudo. As coberteiras primárias são marrons ou apresentam leve barrado de coloração parda. As penas coberteiras exteriores menores são castanho-escuro, bege, bege pálido, ou mesmo esbranquiçadas, formando um painel distinto pálido sobre os ombros. O restante das coberteiras da asa são marrons, densamente manchadas com bege pálido e marrom pardacento. ESPÉCIE SEM DIMORFISMO SEXUAL

Possui três subespécies:

  • Nyctibius aethereus aethereus (Wied-Neuwied, 1820) – ocorre do Sudeste do Paraguai até o Sudeste do Brasil e Nordeste da Argentina;
  • Nyctibius aethereus chocoensis (Chapman, 1921) – ocorre localmente no Oeste da Colômbia, na região de Chocó;
  • Nyctibius aethereus longicaudatus (Spix, 1825) – ocorre da região tropical Leste do Equador até o Peru e nas Guianas.

(Clements checklist, 2014).

Urutau-pardo {field 19}

Comentários:

Frequenta florestas densas úmidas. Como tem hábitos noturnos, descansa durante o dia nas copas das árvores, acima de 20 m do solo e, ocasionalmente, a pouca altura, sobre mourões de cerca em locais abertos. Sob estes locais sobejam restos de suas presas capturadas à noite, usualmente asas de grandes mariposas e élitros de insetos (Coleópteros – Besouros).

Urutau-pardo {field 28}

Consulta bibliográfica sobre a espécie:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • ITIS – Integrated Taxonomic Information System (2015); Smithsonian Institution; Washington, DC.
  • CLEMENTS, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L.. The Clements checklist of Birds of the World: Version 6.9; Cornell: Cornell University Press, 2014.

Referências