Mandrião-chileno – (Stercorarius chilensis)

O mandrião-chileno Stercorarius chilensis é uma ave da família Stercorariidae. Ocorre no Brasil, Antártica, Argentina, Chile, Equador, Peru, Uruguai e Ilhas Falkland.

Mandrião-chileno {field 32}
  • Nome popular: Mandrião-chileno
  • Nome inglês:
  • Nome científico: Stercorarius chilensis
  • Família: Stercorariidae
  • Habitat: Ocorre Antártica, Argentina, Brasil, Chile, Equador, Peru, Uruguai e Ilhas Falkland (Malvinas).
  • Alimentação: Alimentam-se basicamente de peixes. Na época de nidificação, alimenta-se também dos ovos e juvenis de outras espécies de aves.
  • Reprodução: Reproduz-se nidificando em ilhas e zonas costeiras remotas do continente. A reprodução começa em novembro, com os indivíduos formando colônias de densidade alta.
  • Estado de conservação: Pouco preocupante
Mandrião-chileno {field 32}

Características:

Mede em média 58 cm de comprimento. Tem uma espécie de “capacete” escuro que contrasta com sua garganta canela. Apresenta o dorso castanho escuro e as partes inferiores canela. Quando pousado, a cauda não ultrapassa a ponta das asas. Em voo nota-se um faixa branca nas rêmiges primárias em sua parte proximal, contrastando com a parte distal negra, e a cauda geralmente mostra projeção central curta e contundente. Os pés apresentam membranas interdigitais e alguns indivíduos apresentam uma mancha branca no tarso

Mandrião-chileno {field 32}

Comentários:

É audaz, territorial e agressivo (porém menos que outros mandriões segundo Harrison, 2003). Costuma frequentar colônias de aves marinhas, misturado a outras espécies, como: Larus dominicanus, Phalacrocorax bransfieldensis, Procellaria conspicillata e Thalassarche chlororhynchos.

Mandrião-chileno {field 12}

Consulta bibliográfica sobre a espécie:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • ITIS – Integrated Taxonomic Information System (2015); Smithsonian Institution; Washington, DC.
  • CLEMENTS, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L.. The Clements checklist of Birds of the World: Version 6.9; Cornell: Cornell University Press, 2016.

Referências