Araçari-miudinho – (Pteroglossus viridis)

O araçari-miudinho Pteroglossus viridis é uma ave da família Ramphastidae. Conhecido também com araçari-verde e araçari-limão.

Araçari-miudinho {field 25}
  • Nome popular: Araçari-miudinho
  • Nome inglês: Green Aracari
  • Nome científico: Pteroglossus viridis
  • Família: Ramphastidae
  • Habitat: Ocorre no SO da Venezuela, nas Guianas e na região nordeste da Amazônia, ao norte do Rio Amazonas.
  • Alimentação: Alimenta-se basicamente de insetos e frutos. Acompanha bandos do falconídeo gralhão – Ibycter americanus, pelo subdossel de matas densas. Gosta dos frutos das Cecropias sp.
  • Reprodução: Reproduz-se cavidades produzidas por pica-paus, em árvores e troncos mortos. Ambos os pais alimentam os filhotes e cuidam da prole. O período de incubação e nidificação dura respectivamente 17 e 44 dias. Põe em média de 2 a 4 ovos por ninhada.
  • Estado de conservação: Pouco preocupante
Araçari-miudinho {field 25}

Características:

Mede em média entre 30 e 39 cm de comprimento e pesa entre 110 e 162g. O macho apresenta a cabeça e o pescoço negros. O dorso, asas e cauda são verdes, o uropígio é vermelho. Ao contrário da maioria dos outros araçaris, ele não tem faixa transversal vermelha no abdômen e seu peito, ventre e crisso são completamente amarelos. A base do bico é vermelha, a mandíbula superior é amarela e laranja e a mandíbula inferior é preta. Ao redor dos olhos apresenta uma pele nua na coloração turquesa e uma mancha vermelha na parte posterior dos olhos. As fêmeas da espécie apresentam a cabeça e o pescoço de coloração marrom com tons vináceos.

Araçari-miudinho {field 25}

Comentários:

Frequenta florestas de terra firme, primárias ou secundárias. Prefere florestas até 800 m de altitude, mas também habita matas de galeria do Cerrado, matas ciliares e, nas Guianas, vive em florestas secundárias, bordas de mata e árvores frutíferas isoladas. Além disso, também pode ser observado em plantações e pela mata, à procura árvores frutíferas.

Araçari-miudinho {field 20}

Consulta bibliográfica sobre a espécie:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • ITIS – Integrated Taxonomic Information System (2015); Smithsonian Institution; Washington, DC.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • CLEMENTS, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L.. The Clements checklist of Birds of the World: Version 6.9; Cornell: Cornell University Press, 2014..

Referências