Piuí-preto – (Contopus nigrescens)

O piuí-preto Contopus nigrescens é uma ave da família Tyrannidae. Ocorre no Brasil, Equador, Guiana e Peru.

Piuí-preto {field 28}
  • Nome popular: Piuí-preto
  • Nome inglês: Blackish Pewee
  • Nome científico: Contopus nigrescens
  • Família: Tyrannidae
  • Sub-família: Fluvicolinae
  • Habitat: Ocorre nos maciços rochosos na Amazônia oriental.
  • Alimentação: Alimenta-se basicamente de insetos e outros artrópodes.
  • Reprodução: Reproduz-se…
  • Estado de conservação:

    Pouco preocupante

Piuí-preto {field 42}

Características:

Mede cerca de 13 centímetros de comprimento e pesa entre 9 e 10 gramas. Apresenta coroa cinza escura com uma pequena mas perceptível crista. Lores ligeiramente mais pálidos com a coloração cinzenta. Demais partes superiores são uniformemente cinza escuro. As retrizes são enegrecidas. Asas enegrecidas levemente amarronzadas. Garganta, peito e ventre são cinza fuligem, sendo que a garganta é ligeiramente mais pálida. Tarsos e pés são pretos. A íris é marrom. O bico é largo e relativamente longo para o tamanho da ave, mas dentro do esperado na sua forma para aves do gênero Contopus. Apresenta a maxila preta, a mandíbula rosada e a parte interna do bico de coloração amarelo alaranjada. Ambos os sexos são similares. Juvenis da espécie são semelhantes ao adulto, mas apresentam estreitas barras alares esbranquiçadas.

Possui duas subespécies.

  • Contopus nigrescens nigrescens (P. L. Sclater & Salvin, 1880) ocorre nas encostas da Cordilheira dos Andes no leste do Equador;
  • Contopus nigrescens canescens (Chapman, 1926) ocorre no leste do Peru, no sul da Guiana e na Amazônia brasileira.

(Clements checklist, 2014).

Piuí-preto {field 42}

Comentários:

Frequentam o estrato médio de florestas serranas ou matas adjacentes.Espécie solitária, passa facilmente despercebida quando empoleirada.

Piuí-preto {field 29}

Áreas de ocorrência no Brasil.

Consulta bibliográfica sobre a espécie:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • ITIS – Integrated Taxonomic Information System (2015); Smithsonian Institution; Washington, DC.
  • CLEMENTS, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L.. The Clements checklist of Birds of the World: Version 6.9; Cornell: Cornell University Press, 2016.

Referências