Patativa – (Sporophila plumbea)

A patativa Sporophila plumbea é uma ave da família Thraupidae. Ocorre no Brasil, Guianas, Venezuela, Colômbia, Peru, Bolívia, Paraguai e Argentina.

Patativa {field 28}
  • Nome popular: Patativa
  • Nome inglês: Plumbeous Seedeater
  • Nome científico: Sporophila plumbea
  • Família: Thraupidae
  • Sub-família: Sporophilinae
  • Habitat: Tem duas populações disjuntas. Uma na Amazônia, nos estados de Roraima, Amapá e Pará (Ilha de Marajó). A outra do Mato Grosso ao Piauí e noroeste da Bahia, em direção sul até o Rio Grande do Sul, estando ausente dos estados litorâneos até o norte de São Paulo. Migra durante o inverno nas áreas mais ao sul (como Santa Catarina), aparentemente por falta de alimento. Encontrada também nas Guianas, Venezuela, Colômbia, Peru, Bolívia, Paraguai e Argentina.
  • Alimentação: Granívoro. Alimenta-se basicamente de grãos, mas eventualmente também come insetos.
  • Reprodução: Reproduz-se construindo um ninho em forma de uma xícara aberta e rala. Cada ninhada geralmente tem entre 2 e 3 ovos, tendo de 2 a 4 ninhadas por temporada. Os filhotes nascem após 13 dias.
  • Estado de conservação: Pouco preocupante
Patativa {field 11}

Características:

Mede em média 11 centímetros de comprimento e pesa entre 8,8 e 12 gramas. O macho tem coloração cinza azulado, e as fêmeas e jovens pardos, mais claros nas partes inferiores. A coloração do bico varia entre o negro e o cinzento.

Possui três subespécies reconhecidas, sendo duas com ocorrência no território brasileiro:

  • Sporophila plumbea plumbea (Wied, 1830) – ocorre no Brasil ao sul do Amazonas (Centro-oeste, Nordeste, Sudeste até o norte do Rio Grande do Sul); no extremo sudeste do Peru, Paraguai e nordeste da Argentina. Descrita acima.
  • Sporophila plumbea whiteleyana (Sharpe, 1888) – ocorre na Venezuela, Guianas, nos llanos da Colômbia e extremo norte do Brasil (Roraima e Amapá). Parecida com Sporophila plumbea plumbea, mas possui mais branco na garganta, uma marca branca bem visível embaixo dos olhos e, entre o bico e o olho, uma coloração cinza mais escura que a forma nominal, sendo que, em geral, o seu cinza é mais claro que a forma nominal.
  • Sporophila plumbea columbiana (Sharpe, 1888) – ocorre no norte da Colômbia, no baixo vale do Rio Magdalena e nas montanhas Santa Marta. Parecido com Sporophila plumbea plumbea, mas as costas e o abdômen são de um cinza um pouco mais pálido e parte das bochechas e toda a garganta são brancas.
Patativa {field 7}

Comentários:

Frequenta campos com gramíneas altas, cerrados, vegetação à beira de rios, buritizais e outros locais pantanosos. Vive em pequenos grupos, às vezes associados com outros pássaros que se alimentam de sementes.

Patativa {field 7}

Consulta bibliográfica sobre a espécie:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • ITIS – Integrated Taxonomic Information System (2015); Smithsonian Institution; Washington, DC.
  • CLEMENTS, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L.. The Clements checklist of Birds of the World: Version 6.9; Cornell: Cornell University Press, 2014.

Referências