Mutum-de-bico-vermelho – (Crax blumenbachii)

O mutum-de-bico-vermelho Crax blumenbachii é uma ave da família Cracidae Ocorre nos estados da Bahia, Minas Gerais, Espírito Santo e Rio de Janeiro. ESPÉCIE ENDÊMICA.

Mutum-de-bico-vermelho {field 19}
  • Nome popular: Mutum-de-bico-vermelho
  • Nome inglês: Red-billed Curassow
  • Nome científico: Crax blumenbachii
  • Família: Cracidae
  • Habitat: Ocorre no Brasil, nos estados da Bahia, Minas Gerais, Espírito Santo e Rio de Janeiro
  • Alimentação: Alimenta-se basicamente de frutos, pequenos animais como insetos, aranhas, centopeias e caracóis e come também folhas. Passa boa parte do tempo no solo à procura de alimento. Mas também colhe os frutos nas árvores, trazendo-os no bico até o solo, onde os come em bocados. Atua como grande dispersor de sementes.
  • Reprodução: Reproduz-se construindo o ninho no alto das árvores, feito pelo macho. Tendo em geral 2 ovos por postura e o tempo de incubação é em torno de 30 dias. Ambos os pais cuidam dos filhotes até aproximadamente 4 meses Existem evidências de que na natureza estas aves sejam monogâmicas. A maturidade sexual se dá em torno de 2,5 a 3 anos de idade.
  • Estado de conservação: EM PERIGO
Mutum-de-bico-vermelho {field 19}

Características:

Mede em média 84 cm de comprimento e pesa em torno de 3,5 kg. O macho é negro com o ventre branco, menos a ponta da cauda. A base do bico é vermelha, podendo ocorrer vestígios de uma “carúncula” no maxilar na época da reprodução; nessa fase, o macho também apresenta um sutil par de lobos na base da mandíbula, podendo, às vezes, apresentar pequenas carúnculas vermelhas abaixo dos olhos. Suas pernas são enegrecidas. Já a fêmea possui os calções e as asas vermiculados de ferrugíneo e o topete vistoso, densamente barrado de branco. O ventre é ferrugíneo e o bico, cinzento com a base negra. Suas pernas são avermelhadas.

Mutum-de-bico-vermelho {field 28}

Comentários:

Frequenta matas primárias em regiões quentes e úmidas. Pode viver solitariamente, aos pares ou mesmo em grupos de até quatro indivíduos. Quando excitado, arrepia o topete e, se ameaçado, alcança logo a proteção das árvores, empoleirando-se nos galhos.

Mutum-de-bico-vermelho {field 29}

Consulta bibliográfica sobre a espécie:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • ITIS – Integrated Taxonomic Information System (2015); Smithsonian Institution; Washington, DC.
  • CLEMENTS, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L.. The Clements checklist of Birds of the World: Version 6.9; Cornell: Cornell University Press, 2014.

Referências