Corujinha-do-sul – (Megascops sanctaecatarinae)

A corujinha-do-sul Megascops sanctaecatarinae é uma ave da família Strigidae. Ocorre na América do Sul, Brasil, Uruguai e Argentina

Corujinha-do-sul {field 18}
  • Nome popular: Corujinha-do-sul
  • Nome inglês: Long-tufted Screech-Owl
  • Nome científico: Megascops sanctaecatarinae
  • Família: Strigidae
  • Habitat: Ocorre na América do Sul, do nordeste da Argentina e norte do Uruguai até o sudeste do Brasil, do Rio Grande do Sul até os Estados do Paraná e São Paulo.
  • Alimentação: Alimenta-se basicamente de insetos, aranhas e pequenos vertebrados.
  • Reprodução: Reproduz-se em ocos de árvores ou em ninhos de pica-pau de grande porte. Reutiliza o local de postura em anos sucessivos. Apenas a fêmea incuba os ovos, sendo alimentada por seu parceiro nesse período. O período reprodutivo, é entre agosto e setembro.
  • Estado de conservação: Pouco preocupante
Corujinha-do-sul {field 11}

Características:

Mede entre 22 e 27 cm de comprimento o macho e entre 26 e 28 cm a fêmea e pesa entre 155 e 194 g o macho e 174 e 211 g a fêmea. Tem as partes superiores de coloração marrom escuro e as partes inferiores, peito e ventre, marrom claros com fino barrado e características estrias escuras. Sua face apresenta disco facial com bordas mais escuras, a íris é amarela ou castanha.

Corujinha-do-sul {field 20}

Comentários:

Frequenta florestas semiabertas, mata-de-araucárias, matas ciliares e capoeiras, evitando florestas mais densas; ocorrendo desde o nível do mar até 1.000 m de altitude. Também pode ser encontrada em borda de matas adjacentes a pastagens e parques urbanos. Possui hábitos estritamente noturnos e ocasionalmente crepusculares. Normalmente está ativa nos primeiros minutos da noite, é uma ave bem detectável e responde muito bem a chamados.

Corujinha-do-sul {field 25}

Consulta bibliográfica sobre a espécie:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • TIS – Integrated Taxonomic Information System (2015); Smithsonian Institution; Washington, DC.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • CLEMENTS, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L.. The Clements checklist of Birds of the World: Version 6.9; Cornell: Cornell University Press, 2014.

Referências