Maria-preta-ribeirinha – (Knipolegus orenocensis)

A maria-preta-ribeirinha Knipolegus orenocensis é uma ave da família Tyrannidae. Ocorre no Brasil, Colombia, Equador, Peru e Venezuela.

Maria-preta-ribeirinha {field 20}
  • Nome popular: Maria-preta-ribeirinha
  • Nome inglês: Riverside Tyrant
  • Nome científico: Knipolegus orenocensis
  • Família: Tyrannidae
  • Sub-família: Fluvicolinae
  • Habitat: Ocorre ao longo do Rio Amazonas, do Pará ao Amazonas. Também está presente ao longo do Rio Araguaia, no Pará, Tocantins e Goiás. Encontrado também na Colombia, Equador, Peru e Venezuela.
  • Alimentação: Alimenta-se basicamente de insetos, larvas, e outros pequenos artrópodes.
  • Reprodução: Reproduz-se construindo o ninho nas ilhas fluviais do rio Araguaia, entre as raízes aquáticas que ficam expostas durante o período de seca.
  • Estado de conservação: Pouco preocupante
Maria-preta-ribeirinha {field 11}

Características:

Mede em média 15 cm de comprimento. O macho tem cor uniformemente preta e opaca, sem presença de branco nas asas. Cauda com retrizes ligeiramente arredondadas, Sua mandíbula é de coloração cinza prateada. Íris marrom avermelhadas. Tarsos e pés cinzentos e escuros. A fêmea tem cor marrom acinzentada, podendo variar para uma tonalidade cinza olivácea segundo a subespécie apresentada. A coroa, asas e cauda, são mais escuras do que a porção ventral que se apresenta branco pardacenta. Penas coberteiras das asas com duas barras alares pouco definidas. Peito e flancos da fêmea são estriados com finas estrias escuras cinza oliváceas. Uropígio com coloração vermelho acastanhada.

Maria-preta-ribeirinha {field 23}

Comentários:

Frequenta formações arbustivas ribeirinhas e nas matas ribeirinhas ao longo de rios e ilhas fluviais dominadas por embaúbas. Forrrageia no sub-bosque, solitária, ou aos pares, e separado de bandos mistos.

Maria-preta-ribeirinha {field 25}

Consulta bibliográfica sobre a espécie:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • ITIS – Integrated Taxonomic Information System (2015); Smithsonian Institution; Washington, DC.
  • CLEMENTS, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L.. The Clements checklist of Birds of the World: Version 6.9; Cornell: Cornell University Press, 2014.

Referências