Corocoxó – (Carpornis cucullata)

O corocoxó Carpornis cucullata é uma ave da família Cotingidae. Espécie endêmica do Brasil. Ocorre do Espírito Santo ao Rio Grande do Sul.

Corocoxó {field 20}
  • Nome popular: Corocoxó
  • Nome inglês: Hooded Berryeater
  • Nome científico: Carpornis cucullata
  • Família: Cotingidae
  • Sub-família: Rupicolinae
  • Habitat: Espécie endêmica do Brasil. Ocorre do Espírito Santo ao Rio Grande do Sul, especialmente em áreas de Mata Atlântica.
  • Alimentação: Alimenta-se basicamente de frutas, come também insetos grandes.
  • Reprodução: Reproduz-se construindo um ninho, com gravetos, folhas secas e outras fibras vegetais, geralmente escondido em arvores entre epífitas.
  • Estado de conservação: Quase Ameaçada
Corocoxó {field 23}

Características:

Mede cerca de 23,5 cm de comprimento. O macho possui a cabeça, pescoço e peito pretos, que são verde-escuros na fêmea.

Corocoxó {field 25}

Comentários:

Frequenta os estratos superior e médio da mata primária serrana, mas realiza deslocamentos altitudinais acompanhando a frutificação de certas plantas, como a palmeira-juçara – Euterpe edulis. Vive solitário ou em casais no interior da floresta, sendo mais ouvido do que observado. Na época reprodutiva emite seu canto peculiar e repetitivo, sendo um dos sons mais escutados. É uma espécie incomum, embora bastante frequente em algumas regiões montanhosas.

Corocoxó {field 8}

Consulta bibliográfica sobre a espécie:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • ITIS – Integrated Taxonomic Information System (2015); Smithsonian Institution; Washington, DC.
  • CLEMENTS, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L.. The Clements checklist of Birds of the World: Version 6.9; Cornell: Cornell University Press, 2014.

Referências