Barulhento – (Euscarthmus meloryphus)

O Barulhento Euscarthmus meloryphus é uma ave da família Tyrannidae. Ocorre no Brasil, Venezuela à Bolívia e Uruguai.

Barulhento {field 20}
  • Nome popular: Barulhento
  • Nome inglês: Tawny-crowned Pygmy-Tyrant
  • Nome científico: Euscarthmus meloryphus
  • Família: Tyrannidae
  • Sub-família: Elaeniinae
  • Habitat: Ocorre em quase todo o Brasil, exceto a Amazônia. Encontrado também da Venezuela à Bolívia e Uruguai.
  • Alimentação: Alimenta-se basicamente de insetos e outros pequenos artrópodes, capturados forrageando em arbustos densos, próximos do chão.
  • Reprodução: Reproduz-se construindo um ninho frágil em arbustos, de 0,5 a 1,5 m de altura. Põe em média 2 ovos branco amarelados com pontos de cor lilás.
  • Estado de conservação: Pouco preocupante
Barulhento {field 11}

Características:

Mede em média 10 cm de comprimento e pesa 7 gramas. Tem a coroa castanha e píleo de coloração alaranjada brilhante. Lores e bochechas de coloração castanho claros. Bico fino e curto, com a mandíbula superior escura e mandíbula inferior amarelada. Os olhos são castanho escuros, o dorso as asas e cauda são marrons. As asas tem tom marrom escuro, com as bordas das rêmiges primárias apresentando coloração canela claro. As coberteiras primárias das asas são marrons escuras com as bordas de coloração canela claro, formando duas tênues barras alares. A garganta e peito superior são claros na cor branco pardacento, sendo que o peito apresenta uma fraca coloração olivácea que forma uma faixa peitoral indistinta. O ventre e o crisso são claros, com uma pálida coloração amarelo creme. Tarsos e pés cinza azulados.

Possui três subespécies reconhecidas:

  • Euscarthmus meloryphus meloryphus (Wied-Neuwied, 1831) – ocorre do Nordeste do Brasil até o Norte do Uruguai, Leste da Bolívia, Leste do Paraguai e Norte da Argentina;
  • Euscarthmus meloryphus paulus (Bangs, 1899) – ocorre no Nordeste da Colômbia, na região de Santa Marta e no Norte da Venezuela;
  • Euscarthmus meloryphus fulviceps (P. L. Sclater, 1871) – ocorre na porção tropical no Sudoeste do Equador e Oeste do Peru até o Sul da região e La Libertad.

(Clements checklist, 2014).

Barulhento {field 25}

Comentários:

Frequenta em áreas de cerrado, caatinga, pastagens com arbustos e árvores esparsas e capoeiras jovens. Embora movimente-se bastante, é difícil de ser visto, pois permanece escondido em meio à vegetação. Costuma chamar a atenção, porém, pelo seu canto, repetido com freqüência.

Barulhento {field 19}

Consulta bibliográfica sobre a espécie:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • ITIS – Integrated Taxonomic Information System (2015); Smithsonian Institution; Washington, DC.
  • CLEMENTS, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L.. The Clements checklist of Birds of the World: Version 6.9; Cornell: Cornell University Press, 2014.

Referências