Rabo-branco-de-cauda-larga – (Anopetia gounellei)

O rabo-branco-de-cauda-larga Anopetia gounellei é uma ave da família Trochilidae. Espécie endêmica do Brasil. Ocorre na caatinga do nordeste.

Rabo-branco-de-cauda-larga {field 12}
  • Nome popular: Rabo-branco-de-cauda-larga
  • Nome inglês: Broad-tipped Hermit
  • Nome científico: Anopetia gounellei
  • Família: Trochilidae
  • Sub-família: Phaethornithinae
  • Habitat: Endêmico da caatinga do nordeste do Brasil. Pode ser encontrado do Piauí, Ceará à Bahia e no nordeste de Minas Gerais.
  • Alimentação: Alimenta-se basicamente do néctar das flores, mas também come pequenos artrópodes.
  • Reprodução: Reproduz-se construindo um ninho em formato de taça, na ponta de folhas grandes de bananeiras e eliconias. Põem em média 2 ovos por ninhada.
  • Estado de conservação: Pouco preocupante
Rabo-branco-de-cauda-larga {field 28}

Características:

Mede em média 9 cm de comprimento. Tem as partes superiores bronze esverdeadas; asas pretas; estreita faixa superciliar e malar brancacenta delimitando uma faixa transocular escura. Bico curvo e tubular, o que assinala sua preferência por determinadas flores de seu habitat natural. Garganta, pescoço anterior e uropígio ferrugíneos; peito e abdome cinza pardacentos. Retrizes largas, pretas com as pontas brancas.

Rabo-branco-de-cauda-larga {field 32}

Comentários:

frequentam as caatingas, matas de cipó e formações semidecíduas conhecidas regionalmente como brejos ou brejais, no interior montanhoso do nordeste do Brasil a uma altitude de 500 a 700 metros. Também ocorre nas caatingas litorâneas nos estados do Piauí, Ceará e Rio Grande do Norte, em altitudes próximas a do nível do mar, e em outras áreas de caatinga stricto sensu, em altitude de 0 a 500 metros, onde não ocorrem as matas de cipó e formações mais úmidas como os brejos e matas semidecíduas.

Rabo-branco-de-cauda-larga {field 8}

Consulta bibliográfica sobre a espécie:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • ITIS – Integrated Taxonomic Information System (2015); Smithsonian Institution; Washington, DC.
  • CLEMENTS, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L.. The Clements checklist of Birds of the World: Version 6.9; Cornell: Cornell University Press, 2016.

Referências