Estrelinha-preta – (Synallaxis scutata)

Estrelinha-preta

A estrelinha-preta Synallaxis scutata é uma ave da família Furnariidae. Também conhecido como ui-puí. Ocorre no Brasil, Bolívia e Argentina.

Estrelinha-preta {field 28}
  • Nome popular: Estrelinha-preta
  • Nome inglês: Ochre-cheeked Spinetail
  • Nome científico: Synallaxis scutata
  • Família: Furnariidae
  • Sub-família: Synallaxiinae
  • Habitat: Ocorre predominantemente no Brasil Central e no Nordeste mas estende-se até o norte de São Paulo.
  • Alimentação: Alimentam-se principalmente de insetos, e outros artrópodes.
  • Reprodução: Reproduz-se construindo um ninho fechado feito com gravetos com uma pequena entrada.
  • Estado de conservação:

    Pouco preocupante

Estrelinha-preta {field 28}

Características:

Mede em média 14 centímetros de comprimento e pesa entre 12 e 19 gramas. Tem plumagem geral em tons ferrugíneos com a borda das asas amarronzada. Apresenta o dorso, asas e cauda de coloração marrom avermelhada, uma coroa de coloração cinza escuro, sobrancelha branca. A garganta é branca e definida por uma faixa preta na sua borda inferior que lhe confere o nome comum. As bochechas são de coloração amarelo ocre. O bico é escuro e os olhos são castanhos.

Possui três subespécies reconhecidas:

  • Synallaxis scutata scutata (P. L. Sclater, 1859) – ocorre na região central e leste do Brasil;
  • Synallaxis scutata whitii (P. L. Sclater, 1881) – ocorre do leste da Bolívia até o sudoeste do Brasil, no estado do Mato Grosso e no noroeste da Argentina;
  • Synallaxis scutata teretiala (Oren, 1985) – ocorre na região leste da Amazônia brasileira, na Serra dos Carajás no sul do Pará. Esta subespécie é menor que a subespécie nominal.

(Aves Brasil CBRO, 2015; Clements checklist, 2016).

Estrelinha-preta {field 28}

Comentários:

Frequentam matas cerradas baixas de até 1700 metros de altitude.

Estrelinha-preta {field 32}

Consulta bibliográfica sobre a espécie:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • ITIS – Integrated Taxonomic Information System (2015); Smithsonian Institution; Washington, DC.
  • CLEMENTS, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L.. The Clements checklist of Birds of the World: Version 6.9; Cornell: Cornell University Press, 2016.

Referências

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *