Soldadinho – (Antilophia galeata)

O soldadinho Antilophia galeata é uma ave da família Pipridae. Também conhecido como Tangará-rei, Tangará de chifre e Tangará-de-crista-vermelha, ocorre no Brasil, no Paraguai e na Bolívia.

Soldadinho Foto – Edgard Thomas
  • Nome popular: Soldadinho
  • Nome inglês: Helmeted Manakin
  • Nome científico: Antilophia galeata
  • Família: Pipridae
  • Subfamília: Ilicurinae
  • Habitat: Ocorre do Maranhão, Piauí e Bahia a Mato Grosso, Goiás, Distrito Federal, Tocantins, oeste de Minas Gerais, oeste de São Paulo, Paraná, Paraguai e Bolívia.
  • Alimentação: Alimenta-se basicamente de frutos, mas em época de escassez também come insetos e larvas.
  • Reprodução: A incubação executada exclusivamente pela mãe gira em torno de 17 a 19 dias. Os filhotes recebem da mãe bagas e insetos, em parte regurgitados, em parte amassados em bolas; abandonam o ninho com 13 a 15 dias.
  • Estado de conservação: Pouco preocupante.
Soldadinho Foto – Edgard Thomas

Características:

Mede cerca de 14,5cm. Como na maioria das espécies da família, o macho se destaca da fêmea. Possui uma vasta crista vermelho vivo que vai do alto da cabeça até o meio das costas, com penas negras no restante do corpo. Sobre o bico, um tufo de penas mais compridas e dirigidas para a frente tem um formato marcante, originando o nome mais comum desta ave. A fêmea e o macho recém saído do ninho tem a plumagem de cor verde uniforme. O jovem macho leva três anos para adquirir a plumagem característica. Nesse período, podem ser observados machos com partes da plumagem colorida e o restante esverdeada.

Soldadinho Foto – Edgard Thomas

Comentários:

Ocorre nas matas ciliares do Brasil central e nas matas da baixada pantaneira. Ocorre também em buritizais ou em matas brejosas entre 500 e 1000m de altitude, por vezes, acompanhando bandos mistos. Vivem solitários, no máximo em casais no mesmo território, pouco associados. Canta o ano todo, ocasionalmente durante o período de muda, entre janeiro e maio. Na época reprodutiva, responde a imitações ou gravações de seu canto.

Soldadinho Foto – Edgard Thomas

Referências & Bibliografia:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • Wikiaves – disponível em: https://www.wikiaves.com.br/wiki/soldadinho Acesso em 18 Março de 2010.
  • Wikipédia – disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Soldadinho Acesso em 31 de Outubro de 2010.