Vissiá – (Rhytipterna simplex)

O vissiá Rhytipterna simplex é uma ave passeriforme da família Tyrannidae. Ocorre no Brasil, Guianas, Venezuela, Colômbia, Equador, Peru e Bolívia.

Vissiá {field 20}
  • Nome popular: Vissiá
  • Nome inglês: Grayish Mourner
  • Nome científico: Rhytipterna simplex
  • Família: Tyrannidae
  • Sub-família: Tyranninae
  • Habitat: Ocorre em toda a Amazônia brasileira e na Mata Atlântica, da Paraíba até Minas Gerais e São Paulo. Encontrado também nas Guianas, Venezuela, Colômbia, Equador, Peru e Bolívia.
  • Alimentação: Alimenta-se basicamente de insetos. Executa voos rápidos para capturar alimento na folhagem ou nos galhos. Forrageia solitário ou aos pares.
  • Reprodução: Reproduz-se…
  • Estado de conservação: Pouco preocupante
Vissiá {field 20}

Características:

Mede em média 20 cm de comprimento e pesa entre 33 e 38 gramas. Tem cor predominante o cinzento. A cabeça e as partes superiores têm coloração cinza-claro, a coroa apresenta uma crista rudimentar na parte traseira. A íris clara é característica e chama a atenção pela coloração, que pode ser branca ou alaranjada. O bico reto é escuro, assim como os tarsos e pés. Asas e cauda são manchadas de marrom. A garganta, peito e ventre são ligeiramente mais claros que as partes superiores. O crisso é acastanhado. Os imaturos apresentam a íris escura.

Possui duas subespécies reconhecidas:

  • Rhytipterna simplex simplex (Lichtenstein, 1823) – ocorre no nordeste e sudeste do Brasil, do estado da Paraíba até o estado de São Paulo e Rio de Janeiro;
  • Rhytipterna simplex frederici (Bangs & T. E. Penard, 1918) – ocorre na Colômbia a leste da Cordilheira dos Andes até as Guianas, no norte da Bolívia e na Amazônia brasileira.

Aves Brasil CBRO – 2015 (Piacentini et al. 2015); (Clements checklist, 2014).

Vissiá {field 11}

Comentários:

Frequenta bordas de matas de terra firme, matas de transição, capoeiras e clareiras. É difícil de ser visto, principalmente se não está cantando. Vive geralmente aos pares, com menor frequência solitário ou em pequenos grupos familiares. Acompanha bandos mistos de insetívoros nos estratos médio e alto, a até 10 metros de altura.

Vissiá {field 23}

Consulta bibliográfica sobre a espécie:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • ITIS – Integrated Taxonomic Information System (2015); Smithsonian Institution; Washington, DC.
  • CLEMENTS, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L.. The Clements checklist of Birds of the World: Version 6.9; Cornell: Cornell University Press, 2014.

Referências