Coperete – (Pseudoseisura lophotes)

O coperete Pseudoseisura lophotes é uma ave passeriforme da família Furnariidae. Ocorre no Brasil, somente no estado do Rio Grande do Sul. Encontrado também na Argentina, Bolívia, Paraguai e Uruguai.

Coperete {field 32}
  • Nome popular: Coperete
  • Nome inglês: Brown Cacholote
  • Nome científico: Pseudoseisura lophotes
  • Família: Furnariidae
  • Sub-família: Synallaxiinae
  • Habitat: Ocorre no extremo sul do Brasil, no estado do Rio Grande do Sul. Também ocorre na Argentina, Bolívia, Paraguai e Uruguai.
  • Alimentação: Alimentam-se principalmente de insetos e outros artrópodes. Vira bruscamente folhas secas, galhos e esterco à procura de alimento.
  • Reprodução: Reproduz-se construindo um ninho, feito de um amontoado de gravetos com uma entrada externa que leva a uma câmara acolchoada, que é forrada com estrume seco.
  • Estado de conservação:

    Pouco preocupante

Coperete {field 32}

Características:

Mede em média 25 centímetros de comprimento e pesa entre 63 e 79 gramas. (Remsen, 2016 – HBW). É a maior espécie da família Furnariidae. Possui plumagem cor marrom-terra, cabeça com topete e cauda avermelhados.

Possui duas subespécies reconhecidas:

  • Pseudoseisura lophotes lophotes (Reichenbach, 1853) – ocorre do Sudeste da Bolívia, ao sul da região de Santa Cruz, e Oeste da região de Tarija até o Oeste do Paraguai;
  • Pseudoseisura lophotes argentina (Parkes, 1960) – ocorre no extremo Sul do Brasil, Uruguai e na Argentina, nas regiões de Catamarca, Santiago del Estero, Corrientes, Mendoza, La Pampa e Buenos Aires.

ITIS – Integrated Taxonomic Information System (2015).

Coperete {field 28}

Comentários:

Frequentam parques de espinilho e outras áreas adjacentes. Caminha pelo solo em pequenos grupos familiares. Não é arisco e geralmente tolera a aproximação humana. Padrão de plumagem, habitat e hábitos semelhantes aos do joão-de-barro podem levar à confusão entre as espécies, embora o coperete seja maior.

Coperete {field 11}

Consulta bibliográfica sobre a espécie:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • ITIS – Integrated Taxonomic Information System (2015); Smithsonian Institution; Washington, DC.
  • CLEMENTS, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L.. The Clements checklist of Birds of the World: Version 6.9; Cornell: Cornell University Press, 2016.

Referências