Papa-moscas-de-costas-cinzentas – (Polystictus superciliaris)

O papa-moscas-de-costas-cinzentas Polystictus superciliaris é uma ave da família Tyrannidae. Espécie endêmica do Brasil.

Papa-moscas-de-costas-cinzentas {field 11}
  • Nome popular: Papa-moscas-de-costas-cinzentas
  • Nome inglês: Gray-backed Tachuri
  • Nome científico: Polystictus superciliaris
  • Família: Tyrannidae
  • Sub-família: Elaeniinae
  • Habitat: Ocorre na Serra do Espinhaço em Minas Gerais e na Bahia, encontrado também, em chapadas próximas acima dos 900 metros.
  • Alimentação: Alimenta-se basicamente de insetos, larvas e lagartas. Busca alimento na maioria das vezes sozinho, mas também pode ser encontrado aos pares ou trios.
  • Reprodução: Constrói o ninho com forma de cesto alto. Põe em média dois ovos de forma oval e brancos. A incubação é realizada exclusivamente pela fêmea já o cuidado parental é realizado pelo casal. Os filhotes permanecem no território dos adultos por cerca de 30 dias.
  • Estado de conservação: Pouco preocupante
Papa-moscas-de-costas-cinzentas {field 11}

Características:

Mede em média 9 centímetros e pesa em torno de 6 gramas. A coloração é cinza grisalho na cabeça, face, manto asas e cauda. Apresenta uma sobrancelha branca bastante notável. Tem a garganta peito e flancos castanho alaranjado além de ter o ventre branco. As asas asas cinzentas apresentam tênues barras acastanhadas. Possui olhos escuros, pernas longas de cor cinza azulada, bico curto e escuro.

Papa-moscas-de-costas-cinzentas {field 11}

Comentários:

Frequenta campos rupestres áreas abertas elevadas na maioria das vezes entre 1000 e 1600 metros de altitude em sua pequena área de ocorrência no leste do Brasil. Permanece sempre empoleirados nos galhos das árvores, observando a movimentação principalmente dos insetos.

Papa-moscas-de-costas-cinzentas {field 11}

Consulta bibliográfica sobre a espécie:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • ITIS – Integrated Taxonomic Information System (2015); Smithsonian Institution; Washington, DC.
  • CLEMENTS, J. F.; The Clements Checklist of Birds of the World. Cornell: Cornell University Press, 2005.

Referências