Rapazinho-dos-velhos -(Nystalus maculatus)

O rapazinho-dos-velhos Nystalus maculatus é uma ave da família Bucconidae. Também é conhecido como fura-barreira, macuru, apara-bala, joão-bobo e bico-latão.

Rapazinho-dos-Velhos Foto – Edgard Thomas
  • Nome popular: Rapazinho-dos-Velhos
  • Nome inglês: Spot-backed Puffbird
  • Nome científico: Nystalus maculatus
  • Família: Bucconidae
  • Subfamília: Bucconinae
  • Habitat: Ocorre no Nordeste, em boa parte da região Centro-Oeste, parte do Sudeste (Minas Gerais) e em todo o nordeste do Brasil. Também é encontrado ao norte do Amazonas, na região de Oriximiná e na Ilha de Marajó, no Pará.
  • Alimentação: Alimenta-se basicamente de insetos, aranhas, escorpiões e pequenos vertebrados. Fica pousado em poleiros à espera da presa. Decola e apanha insetos em voo, voltando para devorá-los no galho onde estava pousado. Come também pequenas frutas.
  • Reprodução: Constrói ninhos no solo, cavando galerias estreitas com até 1 metro de comprimento. No final da galeria, abrem uma pequena câmara para a postura dos ovos e crescimento dos filhotes. Põe de 2 a 3 ovos. O casal faz revezamento para cuidar do ninho, dos ovos e dos filhotes, que nascem nus, cegos e com bico pequeno.
  • Estado de conservação: Pouco preocupante.
Rapazinho-dos-Velhos Foto – Edgard Thomas

Características:

Mede cerca de 19 cm de comprimento e pesa em média 35 gramas. Possui o bico avermelhado. A cabeça, entretanto, é toda escura, com um colar amarelado e uma mancha da mesma cor no peito. Tanto a barriga como o peito são todos salpicados de negro, em contraste com o cinza claro. A cabeça é grande e larga, desproporcional ao corpo.

Rapazinho-dos-Velhos Foto – Edgard Thomas

Comentários:

Frequenta a mata baixa e seca, cerradões, caatinga ( onde é comum). Costuma pousar em fios ou galhos expostos ao Sol, imóvel, confiando em sua camuflagem para evitar os predadores. Quando fica nervoso ou assustado movimenta a cauda com lentas oscilações laterais e também com movimentos circulares. Apanhados vivos finge-se de morto para depois fugir inesperadamente.

Rapazinho-dos-Velhos Foto – Edgard Thomas

Referências & Bibliografia:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • Wikiaves – disponível em: https://www.wikiaves.com.br/wiki/rapazinho-dos-velhos Acesso em 08 Setembro de 2010.
  • Wikipédia – disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Rapazinho-dos-velhos Acesso em 14 de Outubro de 2010.