Curriqueiro – (Geositta cunicularia)

O Curriqueiro Geositta cunicularia é uma ave da família Scleruridae. Ocorre no Brasil, Argentina, Bolivia, Chile, Peru e Uruguai

Curriqueiro {field 20}
  • Nome popular: Curriqueiro
  • Nome inglês: Common Miner
  • Nome científico: Geositta cunicularia
  • Família: Scleruridae
  • Habitat: Ocorre no extremo sul do Brasil, apenas nos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina e seu limite norte de distribuição é a região litorânea de Florianópolis. Em território catarinense habita apenas a região litorânea nas dunas e campos herbáceos, enquanto no Rio Grande do Sul ocorre nos pampas, campos e banhados litorâneos.
  • Alimentação: Alimenta-se basicamente de insetos, larvas, moscas, aranhas e outros invertebrados, caçados diretamente no solo.
  • Reprodução: Reproduz-se construindo o ninho no interior de galerias que ele mesmo cava no solo, forrando a câmara incubadora com palha e folhagem. Põe em média 3 ovos brancos.
  • Estado de conservação: Pouco preocupante
Curriqueiro {field 11}

Características:

Mede em média entre 14 e 17 cm. Tem a coloração geral acinzentada, a ponta da cauda e retrizes pretas, as rêmiges avermelhadas. A aparência no geral lembra um Furnarius, mas tem a coloração mais pálida.

Possui nove subespécies:

  • Geositta cunicularia cunicularia (Vieillot, 1816) – ocorre do extreme Sul do Brasil até a Terra do fogo na Argentina e também no Uruguai;
  • Geositta cunicularia hellmayri (J. L. Peters, 1925) – ocorre no Oeste da Argentina;
  • Geositta cunicularia contrerasi (Nores & Yzurieta, 1980) – ocorre Oeste e região Central da Argentina, em Sierra Grandes na província de Córdoba;
  • Geositta cunicularia frobeni (Philippi & Landbeck, 1864) – ocorre na porção árida da Cordilheira dos Andes do Sul do Peru, na região de Arequipa e Tacna;
  • Geositta cunicularia juninensis (Taczanowski, 1884) – ocorre nas terras altas do Peru, na região de Junín e Huancavelica;
  • Geositta cunicularia titicacae (Zimmer, 1935) – ocorre do altiplano do Peru até o extremo Norte do Chile e Noroeste da Argentina;
  • Geositta cunicularia georgei (Koepcke, 1965) – ocorre nas colinas costeiras do Sul do Peru;
  • Geositta cunicularia deserticolor (Hellmayr, 1924) – ocorre na porção árida do litoral Sudoeste do Peru, na região de Arequipa até o Norte do Chile, na região do deserto de Atacama;
  • Geositta cunicularia fissirostris (Kittlitz, 1835) – ocorre da região central do Chile, no Sul do de Atacama até a região de Llanquihué.

(Clements checklist, 2014).

Curriqueiro {field 25}

Comentários:

Frequenta as dunas e campos herbáceos, os pampas, campos e banhados litorâneos. A espécie sofre de grande ameaça nas dunas das praias catarinenses devido ao impacto de veículos. Nesta área, fatores culturais, geomorfológicos e políticos vêm provocando um impacto sem precedentes no ambiente. A faixa de praia está sendo severamente modificada por um tráfego intenso de veículos, num processo de degradação que já compromete o habitat de espécies importantes à sobrevivência do ecossistema.

Curriqueiro {field 19}

Consulta bibliográfica sobre a espécie:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • ITIS – Integrated Taxonomic Information System (2015); Smithsonian Institution; Washington, DC.
  • CLEMENTS, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L.. The Clements checklist of Birds of the World: Version 6.9; Cornell: Cornell University Press, 2014.

Referências