Galinha-d’água – (Gallinula galeata)

A galinha-d’água é uma ave da família Rallidae. Ave aquática das mais comuns em várias partes do Brasil. É também conhecido como galinhola, jaçanã-galo, peituda e frango-d’água-comum. Ocorre desde o Canadá até á Argentina.

Galinha-d'água Foto – Afonso de Bragança
  • Nome popular: Galinha-d’água
  • Nome inglês: Common Gallinule
  • Nome científico: Gallinula galeata
  • Família: Rallidae
  • Habitat: Ocorre em todo o Brasil e em quase todo o continente americano, é encontrado desde o norte do Canadá até o Chile, Uruguai e Argentina. Também ocorre nas ilhas do Caribe. Os bandos que habitam as regiões mais frias do norte do continente americano migram para o sul durante o inverno daquela região.
  • Alimentação: Locomove-se sobre a vegetação mais densa, caçando invertebrados, ocasionais pequenos vertebrados, embora sua alimentação principal seja de origem vegetal.
  • Reprodução: Constrói os ninhos na vegetação do interior do brejo, nas suas margens ou em grandes plataformas flutuantes, feitas de vegetação aquática. O sistema reprodutivo varia de casais, dois machos para uma fêmea ou o inverso. É territorial no período reprodutivo, aceitando outras galinholas próximas fora dessa época. ESPÉCIE SEM DIMORFISMO SEXUAL
  • Estado de conservação: Pouco preocupante.
Galinha-d'água Foto – Afonso de Bragança

Características:

Tem a cor cinza escuro predominante, ao longe parece negro, com uma série de linhas brancas, largas, abaixo da asa fechada. Sob a cauda, área branca. Na cabeça, um grande escudo frontal vermelho une-se à pele nua e vermelha da base do bico, o qual é amarelo e só a ponta é visível. Pernas e pés amarelados. Junto do corpo, a perna é avermelhada.

Possui sete subespécies reconhecidas:

  • Gallinula galeata galeata (M. H. C. Lichtenstein, 1818) – ocorre da Venezuela, e Guianas até o norte da Argentina, Uruguai e Brasil. Também ocorre na ilha de Trinidad no Caribe;
  • Gallinula galeata cachinnans (Bangs, 1915) – ocorre do sudeste do Canada até o oeste do Panamá. Também ocorre nos arquipélagos de Bermuda e Galápagos;
  • Gallinula galeata cerceris (Bangs, 1910) – ocorre nas Antilhas no Caribe;
  • Gallinula galeata barbadensis (J. Bond, 1954) – ocorre em Barbados no Caribe;
  • Gallinula galeata pauxilla (Bangs, 1915) – ocorre do leste do Panamá até o norte e oeste da Colômbia, na região árida do oeste do Equador e no noroeste do Peru;
  • Gallinula galeata garmani (J. A. Allen, 1876) – ocorre na região andina do Peru, Chile, Bolívia e no noroeste da Argentina;
  • Gallinula galeata sandvicensis (Streets, 1877) – ocorre nas ilhas do arquipélago do Havaí.

(Clements checklist, 2014).

Galinha-d'água Foto – Afonso de Bragança

Comentários:

Frequenta lagos com vegetação aquática e margens pantanosas. Quase sempre é visto nadando próximo às margens, quando balança a cabeça para frente e para trás. Quando assustado esconde-se na vegetação pantanosa, nada muito bem, afastando-se do perigo dessa forma.

Galinha-d'água Foto – Afonso de Bragança

Referências & Bibliografia:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • Wikiaves – disponível em: https://www.wikiaves.com.br/wiki/galinha-d_agua Acesso em 18 Março de 2014.
  • Wikipédia – disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Gallinula_chloropus Acesso em 31 de Outubro de 2014.