Fruxu-do-carrasco – (Neopelma chrysocephalum)

O fruxu-do-carrasco Neopelma chrysocephalum é uma ave da família Pipridae. Ocorre no Brasil, Guianas, Venezuela e Colômbia.

Fruxu-do-carrasco {field 20}
  • Nome popular: Fruxu-do-carrasco
  • Nome inglês: Saffron-crested Tyrant-Manakin
  • Nome científico: Neopelma chrysocephalum
  • Família: Pipridae
  • Sub-família: Neopelminae
  • Habitat: Ocorre no estado do Amazonas, ao norte do rio Solimões. Encontrado também nas Guianas, Venezuela e Colômbia.
  • Alimentação: Alimenta-se basicamente de insetos e outros artrópodes. Eventualmente também come frutinhas.
  • Reprodução: Reproduz-se…
  • Estado de conservação: Pouco preocupante
Fruxu-do-carrasco {field 25}

Características:

Mede em média 13 cm de comprimento. Tem a cabeça cinza, com píleo amarelo bem vivo, nem sempre visível. As costas são oliváceas e as asas da mesma cor não contém marcas. O peito é oliváceo e a barriga amarelada. Olhos esbranquiçados ou amarelos bem claros.

Fruxu-do-carrasco {field 25}

Comentários:

Frequenta áreas de campinaranas, campinas, lavrados e carrascais. Não são encontrados em florestas altas. São relativamente comuns no seu ambiente e vocalizam bastante, embora sejam muito difíceis de serem vistos, mesmo quando vocalizam. Ocupam pequenos territórios e os vários indivíduos podem se ouvir quando estão vocalizando.

Fruxu-do-carrasco {field 19}

Consulta bibliográfica sobre a espécie:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • ITIS – Integrated Taxonomic Information System (2015); Smithsonian Institution; Washington, DC.
  • CLEMENTS, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L.. The Clements checklist of Birds of the World: Version 6.9; Cornell: Cornell University Press, 2014.

Referências