Peitica – (Empidonomus varius)

O peitica Empidonomus varius é uma ave da família Tyrannidae. Conhecido também como bem-te-vi-peitica, bem-te-vizinho e maria-é-dia.

Peitica {field 11}
  • Nome popular: Peitica
  • Nome inglês: Variegated Flycatcher
  • Nome científico: Empidonomus varius
  • Família: Tyrannidae
  • Sub-família: Tyranninae
  • Habitat: Ocorre a leste dos Andes da Argentina até os Estados Unidos, realizando migrações sazonais, deslocando-se para latitudes mais baixas no inverno. Essas migrações são extensas e ainda pouco conhecidas. Encontrado em todo o Brasil.
  • Alimentação: Alimenta-se basicamente de insetos alados que apanha em voos curtos a partir de um poleiro e também de pequenas frutinhas como as do tapiá, que apanha tentando pairar no ar como um beija-flor, sem pousar nos galhos. Adota, quase sempre, o mesmo comportamento ao apreciar os frutos/sementes da aroeira-do-campoSchinus lentiscifolius.
  • Reprodução: Constrói o ninho sobre um galho horizontal, feito de grama, gravetos e fibras dispostas em forma de uma tigela rasa. Põe em média 3 ou 4 ovos de cor creme. A incubação é feita pela fêmea e demora de 14 a 16 dias. O casal se reveza para alimentar os filhotes. O período reprodutivo vai de outubro a fevereiro.
  • Estado de conservação: Pouco preocupante
Peitica {field 11}

Características:

Mede em média 18 centímetros de comprimento. Tem a plumagem, toda rajada de cinza escuro. Tem o marrom avermelhado da base superior da cauda e os bordos da mesma cor das penas caudais.

Possui duas subespécies reconhecidas:

  • Empidonomus varius varius (Vieillot, 1818) – ocorre do sudeste do Brasil até o Paraguai, Uruguai, e norte da Argentina, leste do Peru e leste da Bolívia;
  • Empidonomus varius rufinus (Spix, 1825) – ocorre do leste da Venezuela até as Guianas, norte e oeste da Amazônia brasileira.

Aves Brasil CBRO – 2015 (Piacentini et al. 2015); (Clements checklist, 2014).

Peitica {field 11}

Comentários:

Frequenta bordas de matas, capoeiras, clareiras em florestas primárias, cerradões e outras formações com árvores de tamanho médio, mas não muito fechadas. Vive sozinho ou em casal, é fácil de ser observado, pois pousa em locais expostos.

Peitica {field 11}

Consulta bibliográfica sobre a espécie:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • CLEMENTS, J. F.; The Clements Checklist of Birds of the World. Cornell: Cornell University Press, 2005.

Referências