Caneleiro-enxofre – (Casiornis fuscus)

O caneleiro-enxofre Casiornis fuscus é uma ave da família Tyrannidae. Espécie endêmica do Brasil. Ocorre do Nordeste até a baixa Amazônia.

Caneleiro-enxofre {field 32}
  • Nome popular: Caneleiro-enxofre
  • Nome inglês: Ash-throated Casiornis
  • Nome científico: Casiornis fuscus
  • Família: Tyrannidae
  • Sub-família: Tyranninae
  • Habitat: Espécie endêmica do Brasil, ocorre do Nordeste até a baixa Amazônia.
  • Alimentação: Alimenta-se basicamente de insetos e outros pequenos artrópodes.
  • Reprodução: Reproduz-se construindo um ninho em cavidades naturais de árvores mortas, feito com fibras vegetais e musgos. Põe em média 1 ou 2 ovos por ninhada.
  • Estado de conservação:

    Pouco preocupante

Caneleiro-enxofre {field 28}

Características:

Mede em média 18 centímetros de comprimento e pesa cerca de 19,5 gramas. Ambos os sexos apresentam plumagem acastanhada com o dorso pardacento. O peito é castanho acinzentado e o ventre é amarelo-enxofre claro. A cabeça é castanha. As coberteiras das asas são fortemente acastanhadas. As rêmiges são escuras com as bordas castanhas ou pardas. Cauda com retrizes longas e castanhas. O bico é rosado com a ponta cinza escuro. Olhos escuros. Tarsos e pés são cinzentos. ESPÉCIE SEM DIMORFISMO SEXUAL

Caneleiro-enxofre {field 28}

Comentários:

Frequentam campos sujos, campos cerrados, matas secas e caatingas do Nordeste e das chapadas e campinaranas.

Caneleiro-enxofre {field 33}

Consulta bibliográfica sobre a espécie:

  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec – Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • ITIS – Integrated Taxonomic Information System (2015); Smithsonian Institution; Washington, DC.
  • CLEMENTS, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L.. The Clements checklist of Birds of the World: Version 6.9; Cornell: Cornell University Press, 2016.

Referências