Login

O macuco Tinamus solitarius, é uma ave da família Tinamidae. Ocorre no Brasil basicamente na Mata Atlântica

FOTO-D
  • Nome popular: Macuco
  • Nome inglês: Solitary Tinamou
  • Nome científico: Tinamus solitarius
  • Família: Tinamidae
  • Habitat: Ocorre na Mata Atlântica das regiões Nordeste, Sudeste e Sul do Brasil. Encontrado também na Mata Atlântica do sul de Goiás.
  • Alimentação: Alimenta-se de sementes, bagas, frutas (ex: merindiba, coquinhos de palmiteiro), insetos e vermes.
  • Reprodução: Constrói o ninho rudimentar, normalmente localizado entre as raízes de grandes árvores ou ao lado de troncos caídos. O macho do macuco incuba os ovos (3 a 5) por 19 a 21 dias, são de coloração verde azulada. Cria os filhotes com grande cuidado parental. Quando no choco, é possível aproximar-se muito do ninho, e alguns mateiros conseguem capturar a ave com as mãos, característica que certamente contribuiu e ainda contribui para a sua entrada na lista de aves ameaçadas de extinção.
  • Estado de conservação:

    Quase ameaçada

    .
FOTO-E
Características:

Mede em média 52 cm e tem entre 1,5 a 2,0 quilos de peso médio. As fêmeas geralmente são maiores e mais pesadas que os machos. Possui coloração geral acinzentada com matiz verde-oliva, e desenho críptico nas penas traseiras (retrizes).

FOTO-D
Comentários:

Habitante da Mata Atlântica primária fica sempre próximo a riachos, em áreas acidentadas, inclusive em grotas e encostas pedregosas, locais que facilitam o empoleirar e dificultam a ação de predadores terrestres. Sua vocalização principal consiste em um único pio meio agudo e bem espaçado, sendo o pio do macho mais curto que o da fêmea. Emitem também um chororocado, e na época da reprodução, quando empoleiram, emitem três pios seguidos. As fêmeas são dominantes e territoriais, e um casal geralmente se localiza no limite de audição do pio de outro casal, ou seja, aproximadamente a cada 200-250 metros. Tomam banho constantemente. A principal ameaça que contribui para o risco de extinção dessa espécie é a do desmatamento, pois a ave não se adapta à mata secundária, por essa apresentar densa vegetação rasteira, impedindo a visão e o deslocamento da ave.

FOTO-E
Referências bibliográficas:
  • FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec - Ecologia Técnica Ltda.
  • SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997.
  • Sigrist, Tomas Sigrist; Guia de Campo Avifauna Brasileira 1ª edição 2009 Avis Brasilis Editora.
  • Wikiaves - disponível em https://www.wikiaves.com.br/wiki/macuco Acesso em 08 Setembro de 2016.

Famílias

Topo