Login

Contato

Por favor digite seu nome
Por favor insira seu email. Email inválido.
Por favor escreva sua mensagem
Busca - Categorias
Pesquisar - Contatos
Pesquisar - Conteúdo
Busca - Fonte de Notícias
Pesquisa - Marcadores

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 
O urutau Nyctibius griseus é uma ave da família Nyctibiidae. Conhecido também como mãe-da-lua, urutau-comum, urutágua, Kúa-kúa e Uruvati Ocorre da Costa Rica à Bolívia, Brasil, Argentina e Uruguai.
  • Nome popular: Urutau
  • Nome inglês: Common Potoo
  • Nome científico: Nyctibius griseus
  • Família: Nyctibiidae
  • Habitat: Ocorre em todo o Brasil, inclusive dentro de cidades, em áreas bem arborizadas. Encontrado também da Costa Rica à Bolívia, Argentina e Uruguai.
  • Alimentação: Alimenta-se basicamente de insetos noturnos, em especial de grandes mariposas, cupins e besouros, os quais caça em voo.
  • Reprodução: Põe um ovo, em cavidades de tocos ou galhos, a poucos metros acima do solo, incubando-o por cerca de 33 dias. O filhote permanece no ninho em torno de sete semanas.
    ESPÉCIE SEM DIMORFISMO SEXUAL
  • Estado de conservação: Pouco preocupante
Foto – Edgard Thomas
Urutau
Foto – Edgard Thomas
Urutau

Características:

Mede entre 33 e 38 cm de comprimento e pesam entre 145 e 202 gramas. Segundo Cleere (1998), o urutau apresenta indivíduos com plumagens de colorações distintas, estas plumagens são conhecidas como fase cinza e fase marrom. Os filhotes, logo após a eclosão dos ovos são cobertos com uma plumagem branca com tons rosados nas partes superiores e apresentam fino barrado cinza escuro.
Possui duas subespécies:
  • Nyctibius griseus griseus (Gmelin, 1789) ocorre da Colômbia até as Guianas, nas Ilhas de Trinidad e Tobago, no Brasil e no Norte da Argentina;
  • Nyctibius griseus panamensis (Ridgway, 1912) ocorre da Nicarágua e Sudoeste da Costa Rica até o Noroeste da Venezuela e Oeste do Equador.

Comentários:

Frequenta bordas de florestas, campos com árvores e cerrados. Ainda que tenha o hábito de pousar em locais abertos, permanece disfarçado, sendo facilmente confundido com um galho. Tem o hábito de cantar à noite.
Foto – Edgard Thomas
Urutau
Foto – Edgard Thomas
Urutau
Referências Bibliográficas: FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec - Ecologia Técnica Ltda. │SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997 │ Wikiaves
Topo