Login

Contato

Por favor digite seu nome
Por favor insira seu email. Email inválido.
Por favor escreva sua mensagem
Busca - Categorias
Pesquisar - Contatos
Pesquisar - Conteúdo
Busca - Fonte de Notícias
Pesquisa - Marcadores

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 
O tapicuru Phimosus infuscatus é uma ave da família Threskiornithidae. Também conhecido por tapicuru-de-cara-pelada, maçarico-de-cara-pelada, maçarico-preto, maçarico-do-banhado e chapéu-velho. Ocorre no Brasil, Argentina, Bolívia, Colômbia, Equador, Guiana, Paraguai, Suriname, Uruguai e Venezuela.
  • Nome popular: Tapicuru
  • Nome inglês: Bare-faced Ibis
  • Nome científico: Phimosus infuscatus
  • Família: Threskiornithidae
  • Habitat: Ocorre no Brasil, Argentina, Bolívia, Colômbia, Equador, Guiana, Paraguai, Suriname, Uruguai e Venezuela.
  • Alimentação: Alimenta-se de crustáceos, moluscos, caranguejos e inclusive matéria vegetal (sementes e folhas). Procura alimento na água rasa usando o bico para isso, caminhando lentamente.
  • Reprodução: Constrói o ninho em juncais. Os ovos são azulados e a incubação varia de 23 a 24 dias. Geralmente isola-se em casais ao procriar.
  • Estado de conservação: Pouco preocupante
Foto – Edgard Thomas
Tapicuru
Foto – Edgard Thomas
Tapicuru

Características:

Mede em torno de 54 cm e possui um longo e característico bico, o qual varia de um amarelo alaranjado até o amarelo vivo, cores que contrastam com o corpo negro. A cara é também amarelada.
Possui três subespécies:
  • Phimosus infuscatus infuscatus (Lichtenstein, 1823) - ocorre do leste da Bolívia até o Paraguai, nordeste da Argentina e Uruguai;
  • Phimosus infuscatus berlepschi (Hellmayr, 1903) - ocorre do leste da Colômbia até as Guianas, no Suriname e na região adjacente do noroeste do Brasil;
  • Phimosus infuscatus nudifrons (Spix, 1825) - ocorre no Brasil ao sul do rio Amazonas.

Comentários:

Habita brejos, margens de rios, banhados e campos recentemente arados. Dorme em áreas abertas ou pousado no solo. Já no Pantanal, se reúne em bandos enormes, voando alto para o local de repouso. De manhã o bando já está espalhado, atrás de comida.
Foto – Edgard Thomas
Tapicuru
Foto – Edgard Thomas
Tapicuru
Referências Bibliográficas: FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec - Ecologia Técnica Ltda. │SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997 │ Terra da Gente
Topo